Eid al-Adha”, Festa do Sacrifício é celebrada em Foz


“Eid al-Adha”, Festa do Sacrifício é celebrada em Foz
  
  Mônica Nasser 





Muçulmanos de todos o mundo comemoraram na sexta-feira, 26, o Eid al-Adha, ou a Festa do Sacrifício, uma festa  islâmica que marca o final do hajj, a peregrinação a cidade sagrada de Meca, na Arábia Saudita.
Em Foz do Iguaçu cerca de 1000 fiés se reuniram na Mesquita Omar Ibn Al-khattab para rezar e confraternizar o período com os amigos e a familia. Na região da tríplice fronteira vivem hoje mais de 20.000 muçulmanos e as datas mais importantes do calendário islâmico já foram incorporadas pela comunidade local.
O Eid al Adha é considerada tão importante quanto o final do mês sagrado do Ramadan. “ Destaco que este é um período muito especial e que devemos saber que a melhor forma de demonstrarmos o nosso amor pelo Mensageiro de Deus, Muhammad (saas) é revivendo seus ensinamentos e nos esforçando para seguir tudo que ele nos ensina”, ressaltou o líder religioso da Mesquita, Chaikh Mohsin alhassani.
Para o vice-presidente do Centro Cultural Islâmico de Foz do Iguaçu, Ziad Dabaja, esta é uma oporturnidade de reunir a comunidade. “ Estamos muito felizes com a presença de todos irmâos nesta oração especial que ressalta a importância do hajj, um dos pilares da nossa religião”.
O Eid al-Adha é um dos principais feriados no Islam onde é feita a troca de presentes e o sacrifício de animais, cuja carne é distribuída para pessoas carentes.Segundo a tradição islâmica,  este feriado marca o sacrifício de Ismael por Abraão (história aparece no Corão e uma história paralela do sacrifício de Isaac na Bíblia Hebraica).
Em Foz do Iguaçu, a entrega dos cerca de 200 carneiros e 40 bois sacrificados neste período,  será realizada no sábado,27, as 17hs, na Mesquita Omar Ibn Al-khattab.O trabalho do abate halal, abate que segue os ensinamentos islâmicos e tem um controle especial, foi acompanhando por uma organização internacional que trouxe seus representantes. “ Nosso trabalho é fazer com que as doações deste período ajude os mais necessitados, chegue nos lugares mais carentes e nós viemos conhecer a cidade de Foz do Iguaçu e acompanhar esta data aqui no Brasil.A organização é baseada no ensinamento islâmico que diz que o melhor ser-humano  é aquele que é mais útil para os outros”, ressaltou Ali Bozkurt , vice-diretor da Organização sem fins lucrativos-Hasene, que veio acompanhado de Mustafa Hamurcu e do Jornalista turco, Ekrem Kiziltas.





Abate halal:
Este tipo de abate deve ser feito o mais rápido possível para que o animal tenha uma morte rápida. Há provas científicas de que, com este sistema Halal, o animal tem a interrupção sanguínea ao cérebro, que causa morte instantânea, não dando chance de liberação de toxinas que contaminam a carne e um menor sofrimento possível para o animal. “Esse ritual de sacrifício deve ser feito com ética. Ao evocar o nome de Deus, estamos agradecendo pelo alimento que Este nos enviou, pedimos perdão, pois não matamos um animal por sadismo e nem por prazer, e sim para garantir o sustento alimentar ao ser humano”, ressaltou o empresário Khalil Smidi, que trabalha nesse ramo.



Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário