Mieloma Múltiplo Part.2


Mieloma Múltiplo (Part.2)


Olá leitores, bom semana passada demos inicio ao nosso estudo sobre Mieloma Múltiplo, uma doença grave que ainda não tem cura que atinge a medula óssea e os ossos, e que muitas vezes é tratada como uma Osteoporose. Aprendemos O QUE É, e SINAIS E SINTOMAS da doença. Hoje falaremos sobre o COMO E FEITO O DIAGNÓSTICO e QUAIS SÃO OS RESULTADOS ESPERADOS DO TRATAMENTO, espero que estejam gostando e aproveitem as informações.



Como se faz o diagnóstico?



A confirmação do diagnostico de mieloma requer uma série de exames como : 



Amostra de medula óssea com células plasmáticas acima de 10%

Uma série de raio-X de todo o esqueleto que mostra lesões líticas em pelo menos três ossos diferentes
Amostras de sangue ou urina com níveis anormalmente elevados de anticorpos (imunoglobulinas) ou proteínas de Bence-Jones (secretadas por células plasmáticas e detectadas por um processo chamado eletroforese de proteínas)
Uma biópsia mostrando um tumor de células plasmáticas (plasmocitoma) dentro ou fora do osso.
Os pacientes com mieloma múltiplo devem ser submetidos a uma grande quantidade de testes para avaliar o mieloma e a sua gravidade, além de medir os fatores prognósticos relevantes e conhecer os efeitos da doença nas funções corporais vitais, antes de se tomar quaisquer decisões sobre o tratamento.


Quais são os resultados esperados do tratamento?

Se não há nenhuma cura conhecida, o que se espera conseguir com o tratamento? Os tratamentos para o mieloma têm quatro objetivos:
Estabilização: Tomar medidas para evitar os desequilíbrios bioquímicos e do sistema imune que podem ocorrer durante a evolução do mieloma e que constituem ameaças fatais.
Paliativo: aliviar o desconforto e aumentar a capacidade do paciente de ter funções normais
Indução à remissão: Diminuir a severidade dos sintomas reduzindo a velocidade ou interrompendo temporariamente a evolução da doença.
Cura: atingir uma remissão completa e permanente.
Em outras palavras, a finalidade do tratamento é que o paciente se sinta melhor e seu organismo funcione melhor, isso é, que leve a vida o mais próximo do normal. O tratamento também deve controlar os efeitos da doença no funcionamento normal do corpo, reduzindo a velocidade desses efeitos ou parando temporariamente. As remissões podem durar meses ou até décadas. Os tratamentos experimentais têm como meta a cura, mas até agora nenhum deles obteve confirmação. 


Bom, espero que vocês tenham gostado da segunda parte do nosso estudo sobre Mieloma Múltiplo, semana que vem falaremos sobre Quais são os tratamentos disponíveis e Como devemos escolher entre os tratamentos disponíveis. 

Até a próxima.

GazetadeBeirute
Yasmeen Chehayyeb.
                                                                  Clique
                                                    Mieloma Múltiplo (Part.1)

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário