LÍBANO ENTRA NA ONDA GANGNAM STYLE

Acima do barulho da Alleyway Hamra Street, sexta à noite, uma música tocava fora de sincronia do lado de fora de dois bares, era o estrondoso sucesso do coreano Psy, “Gangnam Style”, a música viral que estourou na internet há apenas quatro meses atrás, e virou mania no mundo todo. O vídeo do coreano ganhou uma popularidade monstruosa, em um curto período de tempo, e se tornou o segundo vídeo mais visto no Youtube de todos os tempos, e agora no início de novembro atingiu a marca de 757 milhões de visualizações.
Onde quer que toque a musica, no mundo todo, é possível observar pessoas rindo, tentando cantar, fazendo os gestos famosos com as mãos cruzadas, o passo do cowboy desengonçado, ou aderem de vez à coreografia por completo, ora de maneira sutil e discreta, ora sem vergonha, e incentivando seguidores. No Líbano não foi diferente... A mania se manifesta com vídeos amadores, de celebridades, até estrelas pop arriscam os movimentos da música, inclusive figuras políticas locais, já insinuaram alguns passos. A música é sustentada pela popularidade, e continua a confundir os críticos de música, bem como as lendas do pop, como Madonna, ou figuras políticas como o Secretário-Geral Ban Ki-moon, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, enfim, todos já arriscaram os passos da coreografia Gangnam Style.
O embaixador coreano no Líbano, Kim Byoung-gi escreveu, em uma coluna publicada no The Herald-coreano, que a música ajudou a ponte entre as culturas libanesas e coreanas. "Alguns dias atrás, quando o filho de um diplomata coreano, recém-chegado se juntou à sua escola em Beirute, a primeira pergunta que ele recebeu de seus colegas libaneses, foi se ele era capaz de cantar e dançar ao estilo coreano Gangnam Style". O embaixador ainda complementa: "A conectividade pessoa a pessoa, que os governos têm defendido há décadas, está sendo realizada na arena cultural, entre as gerações mais jovens, sem ser detida por fronteiras e ou distâncias físicas". 
Na USEK (Université Saint-Esprit de Kaslik), um grupo de estudantes, decidiu criar seu próprio vídeo, usando cabeças gigantes de animais, e dançando pelo campus da universidade, chamando atenção da rede de TV MTV, devido à quantidade de visualizações que o vídeo teve.  No talk show "Men el-Ekhir", também da MTV, a pop star Nicole Saba também mostrou uma tímida tentativa de aprender os passos da dança, ao lado de outros convidados. A música impregnou no Líbano, o que tem irritado algumas emissoras de rádio e Dj’s, que estão cansados da demanda de pedidos da música, que segundo críticos é brega e ridícula. Roger Saad, proprietário da Mix FM, acredita que os dias de Psy estão contados no Líbano, e que até o Natal, essa música já vai ter cansado os libaneses.

GazetadeBeirute
CLAUDINHA RAHME

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário