E OS CONFRONTOS EM TRÍPOLI CONTINUAM



Já dura uma semana os confrontos no bairro alauíta de Jabal Mohsen contra os combatentes do bairro sunita de Bab AL Tebbaneh, que já conta com 13 mortos e mais de 70 feridos. Os francos atiradores não estão respeitando o cessar fogo exigido pelo exército, enquanto o exército comunica as forças de segurança que não podem avançar, sem a cobertura política necessária. Os residentes da região temem que a situação tome conta de toda a cidade e fique totalmente fora de controle, porque o número de atiradores vem aumentando a cada dia na região de Zahriyah, mesmo com a intensificação de segurança imposta pelo exército no Abdel-Hamid Karami Square, depois dos rumores de que a sede do Partido Nacionalista Sírio era um alvo.   
O Ministério Público abriu uma investigação para descobrir e processar os envolvidos nos confrontos que reagiram contra o exército, com troca de granadas lançadas por foguetes e tiros de metralhadoras, e cinco suspeitos já foram presos e tiveram suas armas e munições apreendidas. Dois soldados ficaram feridos durante as operações e alguns veículos foram danificados. Na última quarta-feira (5) foguetes caíram nas proximidades de Noura e Dbabieh no norte da província de Akkar, durante os confrontos entre as forças do regime de Assad e a oposição Síria, no lado sírio, e os partidários pró e anti-Assad travaram batalhas pesadas durante toda a madrugada na vizinhança de Bab al-Tabbaneh e Jabal Mohsen. O confronto foi tão intenso que atingiu uma casa na Qadisha Street, mas não houve feridos. Foi a primeira vez que os confrontos atingiram essa região da cidade.
Faisal Karami, Ministro da Juventude e Desportos declarou que parece não haver uma iniciativa política de acabar com os conflitos em sua cidade natal, e que as agências de segurança deveriam tomar uma decisão rigorosa imediatamente. Ele pediu ao governo, ao Ministério do Interior e ao exército libanês, para acabar com os confrontos. O confronto mais recente estourou depois que uma emboscada do exército sírio contra combatentes salafistas libaneses ocorreu na cidade de Tal Kalakh, matando vários islamitas. O Embaixador da Síria, Ali Abdel-Karim Ali, disse ao chanceler Adnan Mansour, que o seu país iria entregar os corpos dos salafistas ao Líbano em três etapas, por motivos logisticos, no prazo de uma semana. 
Há relatos conflitantes sobre o número exato de combatentes mortos. Autoridades sírias disseram que 21 libaneses cairam na emboscada e mostrou imagens de mais de cinco corpos. O anúncio foi feito por Ali, durante seu encontro com Mansour, e o major general Abbas Ibrahim, chefe da Segurança Geral. O ministro das Relações Exteriores Adnan Mansour foi informado em uma carta que três dos combatentes mortos seriam devolvidos ao Líbano domingo. A declaração identificou os três como Mustapha Alameddine, Ziad Malek-Hajj Dib e Ali al-Agha Abdelhamid. Ele acrescentou que a entrega se daria através da coordenação entre as autoridades sírias e do diretor de Segurança Geral do Líbano, o major-general Abbas Ibrahim, que foi encarregado pelo primeiro-ministro Najib Mikati, para acompanhar o processo de recuperar os corpos dos salafistas. 
O Ministro do Interior, Marwan Charbel reiterou a necessidade de uma solução radical para acabar com o conflito endêmico no porto cidade. O exército libanês afirmou em um comunicado que suas unidades, já foram implantadas em Trípoli, e continuam a adotar medidas de segurança em Bab al-Tabbaneh, Mohsen Jabal, e outras áreas que estão sofrendo com os franco-atiradores. Há um ano e nove meses os confrontos nessa região têm causado distúrbios em virtude do conflito sangrento na Síria. Os incidentes têm aumentando a tensão no Líbano, que já se encontra bem dividida em relação ao conflito Sírio, causando temor na população de que um verdadeiro tumulto na fronteira acabe estourando descontroladamente de vez dentro do Líbano.  

GazetadeBeirute
CLAUDINHA RAHME

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário