FAMÍLIAS AMEAÇAM AS AUTORIDADES



As famílias dos libaneses mortos em Tall Kalakh advertiram que vão invadir as ruas do Líbano na segunda-feira (17), se as autoridades não conseguirem recuperar os corpos dos combatentes mortos pelo governo sírio, no fim de semana. Eles exigem ainda a expulsão imediata de Ali Abdul Karim Ali, embaixador sírio no Líbano, até que o governo sírio devolva às familias os corpos dos combatentes, e tabém a libertação dos combatentes que foram detidos pelas autoridades sírias.

O chefe de Segurança informou o primeiro-ministro Najib Miqati sobre os contatos em curso com a Síria para a devolução dos corpos, e disse que eles serão devolvidos assim que terminar o trabalho de identificação deles. As autoridades libanesas intensificaram as negociações para recuperar os cadáveres dos 6 combatentes, que foram identificados por marcas em seus corpos, por suas famílias na ultima quarta-feira (12). 

No entanto, os corpos de 4 ainda precisam ser identificados, acredita-se que estes não devam ser libaneses. No domingo (9), foram entregues 3 corpos, sendo eles Mohammed al-Mir, Mustafa Khodr Alameddine, e Hamid Abdul Ali Agha, em Arida no norte.
14 salafistas do norte do Líbano, se infiltraram dia 30/11 em Kalakh para lutar ao lado do Exército 

Livre da Síria, e foram mortos  numa emboscada do regime sírio. Outros supostamente fugiram e se refugiaram com a FSA rebelde, e 3 presos na emboscada, não serão entregues às autoridades libanesas, porque serão julgado em Damasco.

GazetadeBeirute
CLAUDINHA RAHME

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário