LIBANESES DE TRÍPOLI MORTOS NA SÍRIA




Os 20 libaneses que morreram nesta sexta-feira (30) por forças do regime de Damasco na cidade síria de Tel Kalaj, perto da fronteira com o Líbano, eram em sua maioria homens de Trípoli, cidade onde há um grande números de salafistas. O grupo de homens lutava contra o Regime Sírio.
Após a notícia ter chegado ao Líbano, houve disparos e conflitos nessa região entre os bairros rivais de Bab el Tebbaneh, de maioria salafista, e Jabal Mohsen, com predomínio alauíta, seita à qual pertencente a família do presidente sírio.
Até então o Hezbollah estava sendo acusado de mandar armas e homens do Líbano para lutar lado a lado com o regime sírio, mas nesta sexta-feira, as suspeitas se voltaram para outro lado. Os libaneses enviados a Síria não eram xiitas. Quem estaria por trás do envio desses libaneses?
Há emissoras que dizem que o ex-premiê Saad Hariri é um dos suspeitos de ter participação no caso. Gravações foram apreendidas, porém nada oficial foi declarado.
O Exército libanês reforçou suas patrulhas para evitar que a tensão aumente.
O governo Sírio acusa grupos salafistas de organizar no Líbano ataques contra suas tropas e de enviar armas por meios ilegais para atacar o governo da Síria.

Com mais casos de violência na Síria, os países vizinhos correm um maior risco de iniciar uma guerra civil. No entanto, o Líbano tem combatido seriamente qualquer abertura para conflitos maiores dentro do país. No entanto a segurança no Líbano não está garantida, o melhor é que a população fique em alerta. 

Gazeta de Beirute-
ChadiaKobeissi
Edição: Claudio Cavalcante Junior
02-12-2012

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário