Morre o General Ibrahim Tannous


O ex-comandante do Exército libanês, o General Ibrahim Tannous, faleceu no último dia 26, aos 83 anos. Seu funeral foi realizado na Catedral Maronita de São Jorge, em Beirute, na sexta-feira (28) e depois ele foi conduzido a sua terra natal, Kobayat, no distrito de Akkar, onde foi sepultado.

Tannous alistou-se como cadete no exército em 1952. Em 1955, ele foi promovido a Tenente, e em 1956 foi transferido para o quarto regimento de partida. Em 1957, foi Assistente Técnico na 

Academia Militar, e em 1958, foi transferido para o quarto regimento de Partida, e depois, transferido para a sede do grupo, onde foi nomeado a Tenente da Quarta Divisão.  Em 1965 ele foi promovido a Capitão, e em 1969, nomeado Presidente do Proxy da Quarta Divisão, além de ter sido promovido a Raed, até 1970, quando então foi nomeado Assistente do Chefe da Quarta 

Divisão, e no ano seguinte, nomeado a presidente para o benefício da colaboração da Direção dos Assuntos Sociais. Tornou-se Tenente Coronel em 1972, e designado a Supervisão Financeira da 

Direção do Controle Administrativo do Escritório do Exército. 
Em Julho de 1974 Tannous foi levado para uma região secreta na Regional do Bekaa, onde atuou como Assessor Regional para o Comandante da região, e depois foi levado para liderar a área de Beirute em Setembro do mesmo ano, sendo então nomeado em Dezembro de 1974, a Comandante Adjunto da região do Bekaa. Em Fevereiro de 1975, ele liderou a defesa do setor leste, e em Agosto, Tannous foi transferido para o Batalhão da Brigada de Infantaria, como Chefe Maior de Estado. 

Em 1976 ele foi o líder do grupo 31, e em 1978, foi transferido para a sede do Batalhão do Exército, como Ministro Adaptado da Defesa Nacional. Em 1980, Tannous foi promovido a Coronel, e em Agosto de 1982, foi promovido para o posto de Comandante do Exército, por Amine Gemayel, e depois, promovido a General de Brigada. Ele foi o responsável pela reforma do exército libanês, transformando- num exército de combate. Em 1984, depois de algumas acusações de tendência anti muçulmana contra ele, Tannous demitiu-se do exército, sendo sucedido por Michel Aoun, e colocou-se à disposição do Ministro da Defesa Nacional. Em 1988 aposentou-se. Tannous era casado e pai de quatro filhos.
                          


CLAUDINHA RAHME
Gazeta de Beirute
26-12-2012

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário