PALESTINA VOLTA A SER UM ESTADO



Após a Segunda Guerra Mundial, a Assembleia Geral da ONU propôs com apoio inglês a divisão dos territórios que compunham o Mandato da Palestina em dois estados, um árabe e um judeu, com Jerusalém sob administração da ONU. 

Grande parte dos judeus em territórios palestinos aprovaram a proposta, enquanto a maioria dos árabes a rejeitou. Violência entre árabes e judeus emergiu quase imediatamente. 
Os palestinos que habitavam aqueles territórios há mais de 500 anos na era moderna, e muito antigamente, visto por muitos historiadores, como o povo cananeu, o primeiro povo a viver naquela região, não aceitaram dividir suas terras com israelenses. 
A Palestina, o país histórico teve muitas comunidades em seu território alguns deles foi o estabelecimento da comunidade judaica, cristã e muçulmana.
O problema nunca foi a religião de seus habitantes, antes mesmo da existência de um Estado Israelense, havia judeus vivendo na Palestina, e inclusive no Líbano, mas eles viviam dentro de um estado governado pelos árabes. Aqui no Líbano viviam em paz, com os árabes, lado a lado, isso antes de fixarem o Estado de Israel na Palestina.
Com o passar dos anos, os israelenses começaram a fazer uma ocupação expansionista, contra ou a favor da ONU. Jerusalém passou a ser parte de Israel, outras cidades também foram invadidas e dominadas. Pessoas foram expulsas de suas casas e houve muitas mortes do lado que atacava e principalmente do lado que resistia.
Israel dominou praticamente todo o território da Palestina quenão era mais um país e nem mais um Estado, sob o argumento de que os palestinos não poderiam cuidar de seus territórios. Desta forma a bandeira da Palestina quase desapareceu, pois foi substituída pela bandeira de Israel.

Mas foi uma resistência de mais de 50 anos, com a ajuda da mídia social atual,a água voltou para o ralo, como diz o ditado árabe. Finalmente a Palestina voltou a ser reconhecida como um Estado Soberano, porém não-membro da ONU. Apenas podendo observar.
Foram 138 votos a favor, contra 9 contra, e 41 abstinências. Dentre os votos a favor, 17 de países da Europa. O Brasil já reconhecia o Estado Palestino mesmo antes desse dia. Até mesmo a França, Itália e Espanha votaram a favor.
Comemorações foram feitas em todos os países árabes. Parecia um sonho que se tornou real. O coração árabe descansou, toda mágoa, rancor das atrocidades caladas contra seu povo pareceram receber em seu deserto de dor um pouco de água com o início de uma atitude justa.

Mas no dia seguinte, houve protestos por parte dos Israelenses, que saíram às ruas carregando faixas e cartazes contra a atitude democrática da ONU. 


Também no mesmo dia Israel disse que vai autorizar a construção de mais de 3.000 casas na Cisjordânia, parte oficial do Estado Palestino. A imprensa israelense disse que o governo buscou reforçar domesticamente sua rejeição à aprovação na Assembleia Geral da ONU da elevação do status palestino.
A maioria das potências mundiais consideram os assentamentos ilegais por serem em terras capturadas por Israel na Guerra dos Seis Dias em 1967.
A melhor coisa que os palestinos devem fazer no momento éaproveitar a chance democrática que lhe foi oferecida.
Afinal hoje o mundo apesar de grande se tornou pequeno com a mídia social. Não dá para esconder uma foto: a Palestina hoje tem voz.
Apesar de muitas pessoas afirmarem que a terra é dos israelenses, outros dizem que os palestinos eram os primeiros moradores dessa terra. 
O Brasil é dos índios, mas nós ocupamos essa terra, com uma ocupação inicial invasora, que se tornou então independente de seu patrocinador, Portugal, e sobreviveu independente nossa pátria Brasil.
Na Palestina, ainda não houve uma desistência e Israel não conseguiu colonizar os palestinos que não cederam em nenhum momento a tal ocupação. 
Até mesmo entre os judeus, há o grupo NetureiKarta que são judeus que afirmam que a única solução justa é que os judeus vivam lado a lado com o povo árabe que é um povo hospitaleiro, mas que não aceita dominação. Um rabino do grupo afirmou:
“Os judeus devem viver na Palestina como cidadãos judeus palestinos. Nos Estados Unidos, cidadãos judeus americanos, na França, cidadãos franceses. Nunca um país se fez pela religião. E Deus quando quer dar uma terra a um povo, não é pelo meio da força, principalmente se usada contra inocentes. Se Deus quiser dar uma terra ao nosso povo, Ele dará não sobre o derramamento de sangue”.
O rabino em seu website explica diversas vezes que judaísmo é uma coisa e sionismo é outra bem diferente.
Se voltarmos ao lado da religião todas as religiões monoteístas acreditam que os judeus são ou foram os escolhidos e tem sua terra prometida, desde que cumpram o pacto com Deus, que envolve vários pontos. 
Inclusive no Brasil os Evangélicos em grande parte dão um grande apoio para Israel, por acreditarem que Israel é o povo escolhido, mas o que muitos não observam é que para eles manterem esse status, teriam que seguir várias regras.
Até mesmo pelo lado religioso, com tantas mortes de inocentes, eu pergunto: Esse pacto religioso tem sido respeitado?
No entanto, essa semana, é uma semana de comemoração para muitos países e os membros do Gazeta de Beirute parabenizam o Estado Palestino. 
Independente da religião, a Palestina se tornou uma causa da humanidade.
Hoje, o que mais desejamos é que encontrem a paz, que cada um olhe para seu povo, cuide de seu povo, como uma mãe cuida de seu filho, e saibam que no final somos todos irmãos.
Viva a justiça, piedade, e paz.

Para conhecerem mais sobre esse grupo de judeus, que se opõe a Israel, acesse o website:http://www.nkusa.org/.

Gazeta de Beirute-
ChadiaKobeissi
Edição: Claudio Cavalcante Junior
02-12-2012

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

3 comments:

  1. Esses terroristas islamitas devem ser elimidados de Israel e do Mundo todo. Eles sao as prgas atuais.

    ResponderExcluir

  2. Esses terroristas islamitas devem ser elimidados de Israel e do Mundo todo. Eles sao as pragas atuais.

    ResponderExcluir
  3. Essa seita diabólica chamada islao só traz desgracas ao mundo. Eles matam homossexuais, mulheres e criancas.

    ResponderExcluir