Cefaleia



A cefaleia ou “dor de cabeça” como popularmente é conhecida, constitui um problema frequente na população mundial, sendo uma das causas mais comuns de busca de atendimento medico. 
Ela pode ocorrer isoladamente como manifestações de um complexo sintomático agudo, como a enxaqueca (cefaleias primarias), ou pode fazer parte de uma doença em desenvolvimento, como infecções, neoplasia cerebral ou sangramentos intracranianos (cefaleias secundárias).

Estima-se que cerca de 90% da população mundial já apresentou ou irá apresentar um episódio de cefaleia ao longo da vida. 
Assim, é necessária uma avaliação completa e sistemática das dores de cabeça, de preferência por um medico neurologista.

Algumas causas das dores de cabeça podem ser: estresse ou tensão nervosa, sinusopatias (doenças dos seios da face, como a sinusite), distúrbios visuais, inflamações dos ouvidos, meningites, tumores cranianos, origem dentária ou inflamação da artéria temporal.


Os sinais e sintomas da cefaleia são:

- A dor se parece com um peso, pressão ou aperto.

- Normalmente a dor é localizada na testa e/ou na nuca e topo da cabeça.

- A dor pode durar de horas a até 7 dias.

- Ocorre com frequência e entre 1 a 8 vezes por dia

- Geralmente é associada com vermelhidão nos olhos, lacrimejamento e                            entupimento nasal.

- A dor começa leve e vai aumentando, durante as crises dificilmente se consegue continuar as atividades normais do dia a dia.

- É pulsátil ou latejante.

- A dor piora com esforços ou atividades físicas.

A prevenção tende em antecipar o inicio da dor. 

Faça um registro anotando quando, onde e por que a cefaleia parece recorrer, perceba os sintomas iniciais e tente abordar a crise da dor de cabeça nos seus primeiros estágios. 
Tome algum analgésico imediatamente. 
Faça exercícios regularmente, o exercício parece evitar a ocorrência de alguns tipos de cefaleia, evite alimentos a bebidas conhecidas por desencadear cefaleia em pessoas sensíveis.

O tratamento das cefaleias dependerá do diagnostico e das causas de bases estabelecidas. 

Ele pode ser apenas de natureza medicamentosa, porém há casos mais graves,como nas hemorragias intracranianas ou mesmo meningites/encefalites, que há necessidade de internação hospitalar, com passagem por unidades de tratamento cirúrgico e mesmo procedimentos neurocirúrgicos. 
Os medicamentos utilizados podem ser: 
analgésicos comuns, relaxantes musculares, anticonvulsionantes, drogas especificas para tratamento de enxaqueca. 

Por Yasmeen Chehayeb.

Gazeta de Beirute

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário