Libanesa Trás Zouk Brasileiro Para Beirute



Rouba Zebian, quando voltou de Dubai após uma temporada trabalhando nos Emirados Arabes Unidos, ficou frustrada com a falta de opções disponíveis nos cursos de dança em Beirute, ela havia tido aulas de Zouk Brasileiro (também conhecida como Zouk Lambada) em Dubai, com um professor de Cingapura, e decidiu ensinar a dança em Beirute. 

Zouk Brasileiro é uma alternativa mais contemporânea de salsa e tango, que te permite dançar os passos da dança, mesmo que você não esteja escutando a música apropriada para essa categoria de dança.

A música Zouk surgiu no Caribe, e mistura vários estilos de instrumentos de cordas e de percussão africana, com influências francesas de crioulo, criando uma batida facilmente encontrada em muitas músicas comuns. No Brasil, os brasileiros misturaram o Zouk com lambada, criando um estilo novo e mais fluído. Mais do que uma dança de salão, o Zouk, assume muitas formas, uma vez que os principais passos são aprendidos lhe permite adaptar a dança em diversas situações.

O Zouk é chamado também de dança do amor, porque enquanto a salsa é conduzida pelas mãos, no Zouk, os casais lideram outras partes do corpo, como os quadris, e envolve muito contato de olhar, tornando a dança sensual.

Ela pode ser rápida também e adotar influências de R&B, movimentos de Hip Hop, e desacelerando, tornando-se uma dança diferente, muito lenta e suave. Uma aula de Zouk lhe permite queimar até 600 calorias.

Zebian encontrou no Líbano aulas de salsa e tango, mas não conseguiu encontrar uma aula de Zouk, então ela começou a frequentar as noites de salsa latina e foi perguntando às pessoas se elas conheciam o Zouk, e diante da negativa, ela foi explicando o que era a dança. Por isso ela decidiu começar a ensinar o Zouk no Líbano, para manter-se próxima de sua paixão e atrair outras pessoas a conhecerem a dança.

Ela não se considera profissional, e diz que seu objetivo é apenas dançar e compartilhar a dança com outras pessoas. Zebian começou a dar aulas no mês passado, e agora pretende aprender Português, para poder assistir mais workshops internacionais de Zouk, visitar o Brasil, e aperfeiçoar a sua dança. 

Ela pretende futuramente organizar uma conferência em Beirute de Zouk, num final de semana, com workshops intensivos para os alunos e interessados na dança.  

Rouba Rizk, que já estudou dança do ventre, ballet, salsa e tango, é agora aluna de Zebian, e se diz otimista de que muito em breve uma comunidade de Zouk irá iniciar em Beirute, assim como ocorreu com a salsa e o tango, e ela deseja que o Zouk se espalhe, porque acredita que as pessoas vão adorar a dança, por ela ser de fácil aprendizado. 

Rizk diz que o Zouk a seduziu exatamente por ser algo novo e diferente na região, e que além de sensual e ritmo, o que mais a impressionou foi a forma como a mulher e o homem podem se mover juntos.
  
Zouher Tamim, estava a procura de uma dança diferente, e até pensou em aprender salsa, mas quando assistiu uma aula de Zouk decidiu que iria aprender essa modalidade de dança, pois após aprender os movimentos, você pode criar seu próprio estilo, porque o Zouk não é vinculado a etapas e permite que o (a) dançarino (a) crie um estilo livre de dançar.

Se você quiser assistir uma aula de Zouk Brasileiro, as aulas, que custam US$10,00 por aula, são realizadas toda quarta-feira no Centro de Aprendizagem Clifford, que fica na Cairo Street, Hamra – Beirute.

 Maiores informações entre em contato com Rouba Zebian Telefones: 70-636-468 ou 76 575 761. Ou acesse o site: www.cliffordlc.com


CLAUDINHA RAHME
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário