Refugiado se suícida no Líbano


Um refugiado palestino que vivia na Síria e partiu para o Líbano para sobreviver com sua família, se suicidou, na última terça-feira(15) em Sidon.

O palestino Mohammad al-Maarouf  Misilbi, de apenas 36 anos, foi encontrado morto na noite da terça, pendurado em um sala abandonada no alto de um edifício no campo de refugiados de Ain al-Hilweh.

"Minhas filhas têm asma então ele sempre vai até o terraço desse edifício para fumar e ascender uma pequena fogueira para se aquecer, mas desta vez ele demorou muito e quando eu liguei para ele, ele não me respondeu. Eu fui até lá e encontrei-o morto ", disse Bakari, sua esposa.

O palestino morreu deixando a esposa, e quatro filhas, a menor de apenas oito meses.

Declarações de sua família e membros da comunidade revelam os possíveis motivos que o levou-o a cometer o suicídio. 

A esposa contou que o falecido antes de se retirar naquela noite, estava muito triste por não ter conseguido trazer comida para sua família, acrescentando também o fato dele ter recebido no dia anterior uma notícia de que sua mãe estava muito debilitada.

A mãe de Muhammad também havia fugido com eles para o Líbano mas com problemas cardíacos, ela teve que voltar para ser tratada em um Hospital em Damasco, pois “aqui é muito caro”, afirmou Bakari.

Muhammad foi um dos muitos a fugir de Yarmouk, o maior campo de refugiados palestinos em Damasco, após confrontos internos no acampamento entre forças opostas da Síria. 

O palestino que tentou recomeçar sua vida no Líbano, não conseguiu suprir as necessidades básicas de sua família.

"Ele morreu com o coração partido e ele não queria implorar para os outros", disse sua esposa.

De acordo com estimativas divulgadas pela Agência das Nações Unidas cerca de 150 mil moradores fugiram de Yarmouk desde o início dos cotrontos para diversos lugares e mais de 200 mil refugiados Sírios, buscaram abrigo no Líbano desde que a violência se alastrou  pela  Síria, em março de 2011.

A situação dos refugiados no Líbano está precária, existem muitos homens como Muhammad, e muitas mulheres como Bakari, e muitos filhos desamparados e famintos.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário