A Lua na Astrologia


Foto: biafioretti.wordpress.com

Luminares da Alma, a Lua e o Sol representam os arquétipos masculino (sol) e feminino (lua).  No mapa natal revela a natureza e a expressão da sensibilidade humana. É a parte feminina do ser encarnado, se expressando num corpo de homem ou mulher e a natureza das relações que mantém com esta. A Lua, reflexo da luz solar, representa nossa infância, nosso lar materno e nossa mãe. A situação astrológica da Lua no céu revela importantes informações do astral regente, tanto pelo seu posicionamento, como pelo momento do ciclo em que se encontre.

O bebê se aconchega no útero materno que é representado astrologicamente pela Lua, e dessa Lua ele depende para o seu desenvolvimento emocional e sentimental. É o elemento água, leite, alimento que está representado na Lua. Assim que o bebê nasce, vai para o colo da mãe para receber calor, alimento e amparo. Se esta mãe o rejeitar, se ela lhe faltar, se ela não o alimentar, o bebê terá sérios problemas psicológicos na fase adulta, mesmo sem o saber conscientemente. De fato, a Lua representa o lado psíquico inferior - o EGO - e faz parte da personalidade da pessoa. Os psicólogos sabem muito bem que os traumas da infância ficam escondidos no nosso subconsciente para sempre!

A Lua representa o ambiente que acolheu o bebê nos primeiros anos de sua vida. Através do signo lunar, o astrólogo pode concluir que tipo de mãe, que infância e onde o cliente passou os primeiros anos de vida, qual o ambiente que o cercou e que foi formador do lado emocional de sua personalidade. Muitas vezes o signo onde a Lua se encontra representa o próprio signo solar da mãe, ou o Ascendente desta mãe (e então o bebê se parecerá fisicamente com ela), e algumas vezes o MC (Meio do Céu) da mãe.

Muitas vezes nenhum destes fatores está presente, e então devemos concluir que o signo lunar representa a forma com a qual o bebê viu ou sentiu a sua mãe. De fato, nem todos os irmãos possuem a Lua no mesmo signo. Como isso se explica? Cada bebê nasce em períodos diferentes da vida da mãe e terá um ambiente familiar distinto. Assim, ele terá a Lua em signo diferente. É raro encontrar a mesma Lua em dois ou mais irmãos, mas isso também acontece. A relação entre mãe e filho é única e não se repete.

A Lua é responsável também pela nossa receptividade, pela nossa imaginação, por nossa sensibilidade, pelas nossas reações, hábitos e memórias, pela forma como nos adaptamos ao meio-ambiente e expressamos nossas emoções. O signo tradicionalmente ligado à Lua é o signo de Câncer, que indica o sentimento de proteção e nutrição. Nos Mapas masculinos, a Lua, representando a mãe ou anima, reflete muitas vezes o tipo de esposa que o homem irá buscar na fase adulta para substituir a própria figura materna. Nos Mapas femininos, porém a Lua assume uma maior importância. De fato, a mulher sendo um ser dual precisará se identificar seja com o seu lado solar que com o seu lado lunar. Isso explica porque muitas mulheres não conseguem se identificar com o seu signo solar.

A posição da Lua acaba sendo muitas vezes um fator predominante da personalidade feminina. A mulher, em sua fase adulta, irá representar o papel da mãe, papel que a natureza lhe impôs. Quantas mulheres conhecem o conflito de escolher entre a vida profissional (essencialmente masculina em nossa sociedade) e o seu papel de mãe? No Mapa da mulher, a Lua irá representar também a sua fertilidade (útero, ovários e seios) e que tipo de mãe ela será, como ela se comportará quando ela própria se tornar mãe. Uma Lua com aspectos tensos mostrará uma possível dificuldade de essa mulher assumir o papel de mãe, dificuldade esta ocasionada na primeira infância e na relação com a sua própria mãe.

O ciclo de desenvolvimento lunar acontece de sete em sete anos, e não é por acaso que na nossa sociedade, a criança vai para a escola aos sete anos, entra na adolescência aos 14, e passa para a idade adulta aos 21. Estes ciclos representam os estágios percorridos pelo bebê em seu caminho para se tornar adulto, onde irá passar da fase lunar para a fase solar de sua personalidade, percorrendo todas as casas de seu Mapa, numa espiral ascendente. 

Para entender o significado astrológico da Lua, é necessário estudar: o signo e a casa onde se encontra no mapa natal, e seus aspectos com o resto dos planetas. Este estudo revela a potencialidade natal da Lua na vida da pessoa. A Lua astrológica é a forma de palpitar e expressar o mundo emocional. A Casa onde se encontra a Lua define o setor da vida que centraliza a vida emocional. Sua situação astrológica indicará os temas mais importantes do mundo interior do indivíduo.

Esta casa também indica onde (em que setor da vida) o indivíduo vai preferir descansar, aconchegar-se, estabelecer relações de afeto. É a casa, onde se é mais popular e bem aceito. Exemplo: Quem tem a Lua na casa IV, gosta de ambiente familiar - o Lar é muito importante. Uma pessoa com a Lua na casa X reconforta-se emocionalmente na sua vida profissional e social. Na casa IV, a pessoa é popular na família; na casa X, é popular no ambiente social.

Na Astrologia Cármica assume importante papel na análise de um mapa natal, pois mostram os reflexos das vidas passadas, padrões profundamente arraigados na pessoa, dela mesmo ou herdados de seus ancestrais, as experiências ligadas às emoções, à maternidade e à forma como se nutre ou sinaliza a melhor maneira para se nutrir.

Na Astrologia Médica, a Lua rege os líquidos corporais, o sistema linfático, o grande simpático, as glândulas, os gânglios, os líquidos sinoviais, o pâncreas, o sistema reprodutor feminino e as funções digestivas. Por exemplo, uma pessoa nascida com uma Lua em quarto crescente terá um temperamento mais vivo e um sistema imunológico mais resistente do que uma pessoa nascida com uma Lua em quarto minguante. 

Desde os primórdios as civilizações observam e acompanham a Lua e sua influência nas plantações, nos movimentos das águas, nas marés, e a tudo o que é ligado ao elemento água, inclusive no corpo físico. Dependendo da fase, pode favorecer ou refrear o fluxo sanguíneo, por consequência a menstruação da mulher, a síndrome pré-menstrual gerando mal-estar, irritações e até raiva. 

A Lua nos dá uma grande indicação sobre com a pessoa usa os seus cinco sentidos na percepção da realidade exterior, a expressão e a natureza de sua sensibilidade. São o princípio reativo, as reações instintivas, os nossos hábitos, o que nos poupa energia, o piloto automático e assim, tudo o que fazemos de maneira inconsciente. Mostram também, nossos sentimentos interiores, anseios íntimos, como reagimos às situações em que somos colocados e quando nossas paixões são despertadas.

Representa também a busca pela segurança, a nutrição para podermos nos lançar no mundo e cumprir com nosso propósito de vida. O signo onde se encontra nos dá a energia necessária para essa nutrição, e a casa astrológica o campo da experiência humana onde se deve buscá-la e também onde nos confortamos, no nível mais profundo. Reconhecer as necessidades lunares ajuda a pessoa a regulá-las e melhor se preparar para sua jornada. Bem nutridos conseguimos expressar melhor todo o potencial que existe no mapa natal. 

Até os homens sentem os efeitos da Lua principalmente os que a tem em seu mapa natal em signos correspondentes ao elemento água (Câncer, Escorpião ou Peixes), refletidos em mudanças de humor e na disposição. Quem já não ouviu a expressão "está no mundo da lua" ou "está de lua"? As estatísticas mostram aumento nos índices de violência e vandalismo nas épocas de Lua Cheia, bem como maiores manifestações dos mentalmente doentes ou que sofrem de doenças psiquiátricas, os chamados "lunáticos". 

De um modo geral, as emoções e sentimentos humanos sofrem constantes flutuações, assim como a Lua ou ao sabor da mesma. 

Como é um astro nitidamente reflexivo, a Lua "toma emprestada" parte de sua natureza do signo oposto ao signo ocupado por ela. Por exemplo, uma Lua no racional Virgem teria assim algumas características de Peixes, mais compassivo, ou uma Lua no encantador Libra poderia exibir, sob pressão, uma considerável agressividade ariana, e assim por diante. A nossa memória se deve muito ao que nos marca emocionalmente e sentimentalmente.

Lembramos com mais facilidade de tudo o que nos provocou algum tipo de reação emocional, principalmente os bons momentos vividos. Mas, a Lua tem a expertise de guardar tudo o que foi vivido, mesmo o que não nos agradou. Então, quem tem uma Lua forte no seu mapa, ou o signo solar ou ascendente Câncer (domicílio da Lua) ou Touro (exaltação da Lua) costuma ter memória privilegiada.

Se vivemos num mundo onde impera a razão, a análise, o espírito lógico ávido de métodos, cálculos e organização, negar a emoção se torna perigoso. É as emoções, a nossa Lua, que nos permitem vivenciar integralmente a mais forte das sensações que podemos experimentar: o amor. Sentimentos e emoções mexem com nossas células, nos fazem sentir vivos e sem isso a vida ficaria sem graça. A Lua é a grande responsável pelo Q.E., Quociente Emocional, a capacidade de se identificar nossos próprios sentimentos e das outras pessoas, importante ingrediente de sucesso na vida profissional, familiar etc.

                                            A Lua Nos Signos

A pessoa que tem a Lua natal em ÁRIES "não manda dizer". Fala o que pensa e o que sente, com muita sinceridade. De natureza impaciente e independente detesta que lhe digam o que fazer e não gosta muito de ouvir conselhos. Tem "pavio curto" e não raro toma para si as reações alheias, embora estes ataques súbitos de humor sejam passageiros e logo esquecidos. É dominadora e por isto mesmo, tem poder de liderança. Adora desafios.

Quem tem a Lua natal no signo de TOURO é estável e determinado. Calmo, pensa e pondera antes de tomar qualquer atitude, e raramente volta atrás depois da decisão tomada. Tende a ser conservador e apreciar o conforto doméstico, bem como a boa comida e os prazeres da vida. É dedicado, fiel, adora contato físico e gosta de ser estimulado por parceiros leais e empreendedores. Possessivo, precisa sentir-se seguro tanto na área afetiva quanto na material.

A Lua em GÊMEOS acredita que "é conversando que gente se entende". É falante e prefere o movimento e a novidade à estabilidade. Não gosta de envolvimentos emocionais muito profundos embora não seja adepto da solidão. Valoriza os contatos sociais e as pessoas intelectuais e inteligentes. Tende a racionalizar os sentimentos e raramente sabe o que realmente sente. Detesta ciúme ou possessividade, e pode passar uma imagem de pessoa fria ou superficial.

Quem tem a Lua em CÂNCER no mapa natal é uma pessoa intuitiva e sintonizada com os humores e o estado de espírito das pessoas à sua volta. Extremamente emotiva e sensível às opiniões alheias, ressente-se com facilidade e se retrai. Tem laços muito fortes com a família, especialmente com a mãe, e transforma cada lugar onde vá, em um lar. Precisa sentir-se emocionalmente "protegida" para sentir-se viva. Por ter uma sensibilidade acentuada, muitas vezes esconde seus verdadeiros sentimentos para não se magoar.

Emocionalmente vaidosa e orgulhosa a pessoa que tem a Lua Natal no signo de LEÃO, gosta de sentir-se admirada. Tem necessidade de amar e ser amada e valoriza o romance. Sabe preservar sua autoestima e precisa admirar alguém antes de se envolver. Tem magnetismo e poder de liderança, que quando não é bem administrado pode se transformar em autoritarismo. Atraente e encantador, mas também pretensioso e arrogante, é dono de emoções fortes e as oferece com generosidade.

Prática e exigente, a pessoa de Lua em VIRGEM, é reservada e não gosta de invadir a vida dos outros. É extremamente crítica quanto aos seus relacionamentos, mas também é muito prestativa - que é a sua maneira de demonstrar afeto. "Organiza" suas emoções por prioridades, e precisa obedecer a uma rotina para sentir-se emocionalmente segura. Acredita fielmente na máxima "corpo são em mente sadia" e tem uma memória privilegiada.

Quem nasceu com a Lua no signo de LIBRA detesta a vulgaridade e valoriza as impressões estéticas. É agradável e charmoso com todo mundo, o que o faz ser muito requisitado socialmente, mas também é influenciável porque precisa sentir a aprovação dos outros. 

Imparcial, consegue deixar a emoção de lado e ser objetivo quando se trata de julgar alguém ou alguma situação. Não deixa que o lado emocional tome conta da razão, buscando sempre o equilíbrio. Para ele a parceria, seja amorosa ou profissional pesa, e muito, na balança.

Quem nasceu com a Lua natal em ESCORPIÃO tem emoções profundas, onde alimenta do menor ao maior de seus desejos. Tem um senso de lealdade acima da média, mas quando não é correspondido ou valorizado pode ser rancoroso e vingativo, usando a indiferença como arma. Reage intensamente ao que lhe proporciona prazer, valoriza o sexo e pode ter reações passionais quando se sente ameaçado. É dominador e acredita que não há entrega emocional se ela não for total e absoluta.

A pessoa que tem a Lua Natal no signo de SAGITÁRIO acredita que "tudo é possível", basta olhar pelo ângulo certo. Foge de emoções que consideram negativas e sente-se asfixiado se não tiver liberdade de ação e muito otimismo. Cultiva o bom humor e detesta situações confusas, embora possa ser um pouco brusco quando expressa o que sente, mas não guarda ressentimentos. É idealista, pode carecer de realismo e tende a misturar valores sociais com emocionais.

Quem tem a Lua natal em CAPRICÓRNIO é uma pessoa de natureza cautelosa e austera. Reservada, teme dar vazão aos próprios sentimentos e não gosta de demonstrar o que sente para não sentir-se vulnerável. Gosta de ser respeitada, inclusive em sua formalidade, que é a maneira que encontra de não se deixar invadir. Ambiciosa, fortalece sua segurança emocional através do trabalho e da estabilidade material.

"Viver e deixar viver", é o lema de quem tem a Lua natal no signo de AQUÁRIO. Embora adore estar rodeada de amigos, busca a liberdade de expressão emocional e detesta sentir-se cerceado desta condição. Não encoraja e não gosta de descontroles emocionais de qualquer tipo e não suporta que dependam dele. Isto o faz sentir-se sufocado. Ele precisa de espaço e não dá atenção a chantagens ou dramas. É imprevisível tanto em suas reações como em seus relacionamentos.

Quem nasceu com a Lua natal em PEIXES tem uma natureza hipersensível. Como uma esponja, absorve a energia do ambiente e das pessoas, desenvolvendo um alto senso de compreensão e compaixão. Seu romantismo o torna vulnerável a mágoas e decepções e sua imaginação o faz reagir a coisas que não estão, de fato, acontecendo. É introvertido, gentil, sonhador e bondoso. Precisa de relações afetuosas e de sentir-se amparado para obter segurança emocional.

"À diferença do Sol, que é brilhante e quente, a Lua é pálida, inconstante e fria. No entanto, pela sua iluminação podemos ver sombras até então desconhecidas. Ao passo que à luz do Sol, tudo se destaca, sob o brilho pálido da Lua, tudo se dissolve, oferecendo-nos uma nova experiência de nós mesmos e do nosso mundo". (Sallie Nichols)



Bety Ziade
Gazeta de Beirute

Fonte: Sirius Astrology/ Astrologica

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário