Bombeiros Protestam por Aumento Salarial


Foto: Daily Star

Aproximadamente 30 bombeiros, em 4 caminhões de bombeiros, bloquearam as ruas que levavam à Praça Nejmeh em Sídon, sul do Líbano, durante horas, na última terça-feira, em protesto contra a falta de aumento salarial e adicional de periculosidade. 

No intuito de impedir os motoristas de entrarem na cidade e terem acesso à praça, eles manifestaram suas reivindicações, alegando que um decreto presidencial que lhe concedia o pagamento por perigo de vida, estava sendo ignorado pela Prefeitura de Sídon.

 De acordo com o decreto assinado pelo presidente Michel Sleiman no ano passado, cada bombeiro tem direito a um subsídio de risco no valor de LL 200.000, e um aumento de LL 100.000 nos salários, que eles alegam não terem visto até hoje. "Queremos nossos direitos, não vimos esse aumento desde então", dizia o bombeiro de 25 anos, Ahmad Misilmani.
Segundo Misilmani 14 bombeiros de Sídon e 7 motoristas do caminhão Motor Fire querem o mesmo aumento salarial de 60 % que foi dado aos colegas do Departamento de fogo de Beirute. 

Ele também criticou a prefeitura por negligência de logística e falta de manutenção nos caminhões de bombeiros. "O corpo de bombeiros tem sido negligenciado nos últimos quatro anos", reclamou ele.

Os bombeiros encerraram a greve por volta das 10h30, depois de receber garantias do município que suas reivindicações serão consideradas. Mohammad Arábia, prefeito de Sídon criticou os funcionários do Departamento de fogo por falta de ética. 

Segundo Arábia a Prefeitura estava à par das ocorrências de roubo de itens do departamento, como combustível e água. 

Arábia disse ainda que todos os funcionários possuem um segundo emprego, o que compromete o cumprimento correto de suas funções no departamento de fogo da cidade, e que ele reconhece que todos os bombeiros têm direitos legítimos em termos de periculosidade e horas extras, que será resolvido.

Mas concluiu dizendo que um aumento salarial de 60%, vai além até dos salários de trabalhadores sênior do município, e que nem um PhD recebia tanto, mas que apesar do ato imoral e anti ético do departamento, a prefeitura estudará suas reivindicações.

CLAUDINHA RAHME
Gazeta de Beirute

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário