Foliculite - Gazeta de Beirute
O PORTAL SEMANAL DE NOTÍCIAS DO LÍBANO PARA A COMUNIDADE BRASILEIRA NOTICIAS DO LIBANO, NOTÍCIAS DO LIBANO EM PORTUGUES- Brasileiros no Libano

smileÚltimas notícias :Exército da Síria retoma estrada para retirada de armas químicas  veja mais...smileInternet e ligações telefônicas são cortadas na Síria  veja mais...smileAlto comandante do Hezbollah morre em combate na Síria  veja mais...smile

Foliculite



Foliculite é um nome esquisito para um problema bem comum: o pelo encravado. O pelo encrava porque está fraco e não consegue ultrapassar a barreira superficial da pele. Ou ele sai, mas volta a entrar. 

A foliculite ocorre quando as bactérias invadem o local onde o pelo nasce e aí começa o tormento: pontos pretos, inflamações, dor, coceira e bolinhas vermelhas, com ou sem pus. Em alguns casos mais sérios só um especialista pode tratar.  Homens, mulheres… ninguém está livre disso. Em geral, afligem mais as peles morenas, negras e amarelas, mas isso não impede que qualquer outra pessoa também tenha. Nas mulheres o problema é maior na virilha e pernas e nos homens, na barba. 

O que é:

Infecção dos folículos pilosos causadas por bactérias do tipo estafilococos. A invasão bacteriana pode ocorrer espontaneamente ou favorecida pelo excesso de umidade ou suor, raspagem dos pelos ou depilação. Atinge crianças e adultos podendo surgir em qualquer localização onde existam pelos, sendo frequente na área da barba (homens) e na virilha (mulheres).

Causas:

A foliculite inicia-se quando os folículos capilares são bloqueados ou danificados ao fazer a barba ou pelo atrito com a roupa. Na maioria dos casos de foliculite, os folículos danificados são infectados com a bactéria Staphylococcus (estafilococos).

A Coceira do barbeiro é uma infecção dos folículos capilares na área da barba, geralmente no lábio superior. Fazer a barba torna a condição ainda pior. A Tinea barbae é semelhante à Coceira do barbeiro, mas a infecção é causada por um fungo. A pseudofoliculite da barba é um distúrbio que ocorre principalmente em homens negros. Se pelos crespos da barba forem cortados curtos demais, eles poderão se curvar de volta na pele e causar inflamação.

Manifestações clínicas:

Quando superficial, a foliculite caracteriza-se pela formação de pequenas pústulas ("bolhinhas de pus") centradas por pelo com discreta vermelhidão ao redor. 

Alguns casos não apresentam pus, aparecendo apenas vermelhidão ao redor dos pelos. Quando as lesões são mais profundas, formam-se lesões elevadas e avermelhadas que podem ter ponto amarelo (pus) no centro. Pode haver dor e coceira no local afetado.

Exames:

O diagnóstico da foliculite é dado principalmente com base na aparência da pele. Testes de laboratório podem mostrar quais bactérias ou fungos estão causando a infecção.

Sintomas de Foliculite:

Os sintomas mais comuns da foliculite são a erupção cutânea, coceira e espinhas ou pústulas perto de um folículo capilar no pescoço, na virilha ou na área genital. As espinhas podem formar uma crosta.



Alguns tipos de foliculite têm características próprias:

Foliculite decalvante: neste caso o processo infeccioso leva à atrofia do pelo, deixando áreas de alopecia que se expandem com a progressão periférica da doença.

Foliculite da barba: localizada na área da barba, atinge homens adultos, tem característica crônica e, pela proximidade das lesões, pode formar placas avermelhadas, inflamatórias, com inúmeras pústulas e crostas.

Foliculite queloideana da nuca: comum em homens jovens afrodescendentes, formando lesões agrupadas que ao cicatrizar deixam cicatrizes endurecidas e queloideanas na região da nuca.

Periporite supurativa: atinge as crianças pequenas e geralmente segue-se à miliária, com pústulas superficiais ou nódulos inflamatórios que acabam por drenar secreção purulenta.



Evite:

Tomar banhos muito quentes e demorados; 

Tomar sol ou passar creme hidratante, desodorante ou outros cosméticos na área depilada nas 24 horas seguintes à depilação.

Não caia na tentação de cutucar, espremer ou arrancar com a pinça os pêlos encravados. Isso só vai ajudar a deixar o local mais inflamado, além de deixar a pele marcada ou manchada.

Tratamento:

O tratamento é feito com antibióticos de uso local ou sistêmico específicos para a bactéria causadora e cuidados antissépticos, além de evitar fatores predisponentes, como a depilação. 
Compressas umedecidas e mornas podem promover a drenagem dos folículos afetados. O tratamento pode contar com antibióticos aplicados sobre a pele (mupirocina) ou por via oral (dicloxacilina), ou medicamentos antifúngicos para controlar a infecção.
Algumas lesões podem necessitar de drenagem cirúrgica. O dermatologista é o médico mais indicado para o correto diagnóstico e tratamento da Foliculite.

LEA MANSOUR
GazetadeBeirute
Share on :

1 comments:

Tend Skin Brasil disse...

Tend Skin: Adeus a Foliculite!

Cosmético importado, reconhecido mundialmente, recém-chegado ao Brasil. Adquira já!

TEND SKIN BRASIL: o primeiro e único importador e distribuidor oficial do produto no Brasil
www.tendskinbrasil.com.br

Postar um comentário

Foto Da Semana

 
Creative Commons License © Copyright 2011 - Some rights reserved | Powered by Blogger.com.
Template Design by Herdiansyah Hamzah | Published by Borneo Templates and Theme4all Subscribe via email Gazeta de Beirute