Funcionários públicos exigem aumento salarial

Foto-nowlebanon.com

Funcionários públicos e professores de escolas públicas protestaram pelo quinto dia consecutivo  na semana passada pelo fracasso do Gabinete em aumentar os salários.

Hanna Gahrib a líder da Comissão de Coordenação da União que representa professores de escolas públicas e funcionários públicos em geral, avisou que os protestos vão se expandir mais ainda e por diversos pontos do Líbano, em uma tentativa de aumentar a pressão sobre o Conselho de Ministros.

"O ritmo vai acelerar na próxima semana. As greves e protestos não só incluem o setor público, mas outros setores também ", Gharib disse em frente ao Ministério da Fazenda.

O primeiro-ministro do Líbano, Najib Mikati insiste que o governo não vai apressar o encaminhamento de um projeto de aumento salarial ao Parlamento antes do Conselho de Ministros garantir os fundos necessários para cobrir o aumento de salário.

Mas os protestos só aumentam, até mesmo o Presidente da Associação das Escolas Particulares, Nehme Mahfoud, disse que vai colaborar com seus colegas do setor público, e segunda-feira(25), pediu que todas as escolas se mantivessem fechadas, tanto as públicas como as privadas.

"As escolas privadas serão todas fechadas segunda-feira e pedimos aos pais para não enviar os seus filhos para a escola", disse ele.

Segundo a Nehme os protestos continuaram até que as reivindicações dos trabalhadores sejam atendidas.

A maioria dos escritórios do governo suspendeu as operações na ultima sexta-feira, também pressionando o Conselho de Ministros a tomar medidas quanto à escala salarial.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
23-02-2013

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário