Hariri, Mughnieh e dia dos namorados


Delegações, líderes religiosos e políticos homenagearam Rafik Hairi, no oitavo aniversário de seu assassinato, nesta quinta-feira(14), feriado nacional.
Este ano a comemoração foi mais marcante pois coincidiu com o início do julgamento dos suspeitos do atentado.

Membros da família de Hariri, bem como as famílias dos homens que morreram com o ex-primeiro ministro e a família do falecido Wissam al-Hasan que também foi assassinado estavam presentes.

Druzos, cristãos, sunitas e xiitas enviaram coroas de flores, e muitos vieram pessoalmente visitar o túmulo de Rafik Hariri.

Jamal Jarrah do Movimento futuro, disse que “seu partido irá continuar os passos de Hariri até que a verdadeira democracia seja estabelecida no Líbano”.

Na mesma semana o Hezbollah marcou o quinto aniversário do assassinato do comandante militar Imad Mughnieh com uma cerimônia em sua homenagem na quarta-feira(13) em uma aldeia no sul do Líbano.

Durante a cerimônia o Membro do Parlamento Ibrahim Amin Sayyed, definiu três grandes perigos ao Líbano:

A existência de Israel, os Estados Unidos com grandes turbulências políticas e sua influência nos conflitos árabes, e a crescente tensão sectária, principalmente entre os muçulmanos.

Outros políticos e religiosos falaram sobre a situação atual no Líbano e homenagearam Imad Muhghnieh que foi assassinado na Síria em Damasco, no ano de 2008.

Enquanto alguns estavam totalmente entretidos com estas cerimônias, muitos outros aproveitaram o feriado para comemorar o dia internacional dos namorados. 

E este é o cenário do Líbano, tão pequeno e tão diverso.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
15-02-2013
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário