Juiz Pede Pena de Morte para Michel Samaha

Foto: kataeb.org

Riad Abu Ghayda, Juiz Militar Investigativo, indiciou o ex-ministro da Informação, Michel Samaha e o chefe do Gabinete de Segurança Nacional Sírio, Ali Mamlouk, por planejarem ataques terroristas no Líbano, pedindo a pena de morte para os dois, além de emitir um mandado para descobrir a identidade completa do Assessor de Mamlouk, o Coronel Adnan, que participou do contrabando de explosivos em parceria com Samaha.

As investigações comprovaram os planos de Samaha e seus comparsas para assassinar figuras políticas, religiosas, da oposição ao Regime sírio e tráfico de armas que agem na rota entre os dois países. Samaha recebeu grandes quantidades de explosivos dos oficiais sírios, e os transportou em seu carro, da Síria para o Líbano, entregando-os em Beirute, ao informante da polícia Milad Kfoury, ordenando-o para usá-los contra figuras religiosas que estariam reunidas em jantares de Iftar. 

"Está tudo bem, mate-os!", ordenou Samaha à Kfoury, que desempenhou o papel de agente duplo, antes da prisão de Samaha em Agosto do ano passado, após entregar a polícia a maioria das provas contra o ex-ministro, que foi acusado pelo vice-comissário do governo no Tribunal Militar Juiz Sami Sader.

Diversas evidências, como gravações de áudio e vídeo, foram anexadas ao indiciamento de 64 paginas contra Samaha, inclusive o vídeo que o mostra entregando os explosivos para Kfoury em Beirute, provam o seu envolvimento direto nos planos para matar diversas figuras libanesas, e todo o documento foi enviado ao General Khali Ibrahim do Tribunal Militar, que marcará a data do julgamento. 

O chefe da Corte de Apelação Criminal, o Juiz José Samaha, deverá abster-se do caso do ex-ministro Michel Samaha por causa de laços familiares. Sakhr al-Hashem, advogado de Samaha, acredita que 90% das acusações contra seu cliente poderão ser enfraquecidas durante o julgamento.
Porem Abu Ghayda afirmou que o tribunal não encontrou qualquer evidência contra o ex-chefe de Segurança Geral da Síria, o Major-general Jamil al-Sayyed, e contra Bouthaina Shaaba, a Conselheira política e de mídia de Bashar Assad, de ter conhecimento ou envolvimento, na trama de Samaha. 

CLAUDINHA RAHME
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário