Líbano, “Terra Santa”

Por:Roberto Khatlab

O Líbano é cantado pelas três grandes religiões monoteístas (Judaísmo, 
Cristianismo e Islamismo), bem como pelas religiões da Antiguidade e outras mais. Terra de encontro entre Deus e os homens.

Os hinos fenícios de Ras Shamra cantam o Líbano como terra santa e de 
fraternidade humana. 
E Baal, o rei dos deuses, proclama: "Na montanha de El, a montanha de Deus
é minha morada".

Segundo a Santa Escritura (comum para os judeus e cristãos), o Líbano é considerado a morada divina, a casa de Deus, terra dos Profetas e da fraternidade humana. 
O Líbano é santo porque é a terra da beleza, da grandeza e da força de Deus, como disse o Profeta Moisés: “Eterno Senhor. Ah! se pudesse, também eu, atravessar e ver esse ditoso país que está do outro lado do Jordão, essa bela montanha, e o Líbano!”(Dt 3,24-25). O Líbano
inspira majestade e imortalidade (Ez. 28). “Eis um cedro do Líbano, de bela ramagem, de folhagem espessa, de alta estatura, cujo cimo se eleva por entre as nuvens...” (Ezequiel 31,3). Terra por onde também passou Jesus e seus apóstolos, foi uma das primeiras regiões a receber a Boa Nova.

O Líbano é também sagrado para os muçulmanos, visto que eles têm Jesus 
como um de seus profetas, citado várias vezes no Alcorão, assim como Maria. Alguns “Hadiths” (tradições orais de Maomé) consideram o Líbano uma das quatro montanhas do paraíso. Segundo Abdul-Kasim as-Samarkandi, o Profeta Maomé teria dito: “Existem quatro montanhas no Paraíso. Quais são as montanhas, ó Mensageiro de Deus? - Uhud (encontra-se ao norte de Medina, na atual Arábia Saudita), é uma montanha que amamos e que nos ama, respondeu ele, é uma montanha do Paraíso; Tur (é o Monte Sinai); uma
outra, Lubnan (são as duas cordilheiras do Líbano); e outra é Kasyun (é a montanha da cordilheira oriental ou Anti-Líbano, que domina Damasco)”.

O Líbano é também uma terra sagrada para os “al-Muahidun” (“Unitários”, chamados de Drusos), pois o apóstolo Darazi residiu no Vale Taym, aos pés do Monte Hermon e alí pregou a nova doutrina e seus fiéis passaram a serem chamados de “ad-duruz”, ou drusos por causa do nome de Darazi. A partir do Vale de Taym a comunidade expandiu-se e hoje há vários locais sagrados e de recolhimento espiritual, principalmente perto do Monte Hermon (Jabal ach-Cheikh), como por exemplo, Nabi Ayub.

O Líbano foi, enfim, cantado pelas religiões como um Paraíso divino sobre a 
terra por causa de sua beleza, seus perfumes, suas fontes d'água, suas frutas, sua luz. O Líbano é a “terra do leite e do mel” para várias religiões, um oásis no Oriente Médio. O Líbano, portanto, está nos lábios de todos os homens que oram através do mundo e que abrem seus corações a Deus. Ele é cantado do Polo Norte ao Polo Sul; nenhum país tem este privilégio de ter um lugar no espírito e no coração dos homens.

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário