Site Libanês Para Denúncias de Corrupção no Líbano


Foto: rashwe.com

Em Dezembro de 2012, Rabih Sfeir, um profissional da área de finanças, criou o primeiro portal libanês que lida com o delicado assunto sobre a corrupção no Líbano, no intuito de incentivar os libaneses a exercer seus direitos e cidadania, denunciando a corrupção no país. 

De acordo com Sfeir, as pessoas entram em desespero e acabam se sujeitando à corrupção diariamente em suas vidas, enquanto outras se aproveitam disso, e ele acredita que isso deve ser mudado.
  
O objetivo do site, que já tratou de 47 denúncias, apesar das suas 2.225 visitas, é denunciar, reunir provas, acompanhar e analisar as ações de corrupção, suborno, propinas, e emitir relatórios analíticos que mostram não apenas o custo da corrupção para a economia libanesa, mas ajudar a mudar essa amarga realidade, expondo os departamentos mais corruptos. 

Sfeir, que financia sozinho a administração e manutenção do site, afirma que o número de denúncias ainda é pequeno, e insuficiente para gerar dados nacionais, mas afirma que mais de 20% das denúncias são relacionadas a violações durante o registro de automóveis, com diversas reclamações contra funcionários públicos. 

Ele pretende atingir um número maior de pessoas através das mídias sociais e anúncios de incentivos à sociedade para deixar o medo de lado e denunciar todo e qualquer incidente com cunho de corrupção. 

O Líbano ocupa o ranking 128 entre os 174 países mais corruptos, de acordo com o índice de Percepção da Corrupção, emitida em Dezembro.

Sfeir diz que no Líbano todo mundo tem um histórico de corrupção, seja subornando funcionários do governo para acelerar documentos, para reduzir impostos sobre propriedades, acelerar registros de veículos, e outros, e que todas essas praticas são comuns, ainda que a mídia tenha relatado os diversos casos ocorridos em departamentos do governo, nada têm sido feito para reprimir os infratores.  

Sfeir afirma que a população tem medo de denunciar, e enquanto isso boa parte do PIB libanês vem sendo devorado impunemente pela corrupção, e ele pede para que a sociedade não se cale, pois somente as denúncias poderão trazer para o país a desejada mudança.

As denúncias feitas no site são privadas, onde somente Sfeir tem acesso às informações enviadas, mas existe também a possibilidade de fazer denúncias anônimas, porque o intuito do site é compilar dados e não indivíduos. 

Sfeir relatou um caso recente de flagrante, onde a partir de uma denúncia de suborno no escritório de registro de veículos, ele dirigiu-se ao escritório para conferir a denúncia, e ele mesmo viu que em 15 minutos, o funcionário corrupto havia embolsado LL 5.000 de cada um dos oito cidadãos presentes. 

A iniciativa do site é um ponto positivo na sociedade libanesa, demonstrando que nem todos estão de acordo, ou são complacentes, com a corrupção no Líbano, e que eles querem mudanças. 

As mesmas mudanças que o grupo “Problems in Lebanon”, do Facebook, almeja para o país. 
Através de uma abordagem de humor, sarcasmo e indignação, o grupo apresenta os diversos e absurdos problemas que existem no Líbano, colocando a pauta em discussão entre os membros, que também esperam por mudanças. 

Confira o site e a pagina do Rashwe.com, e também do grupo “Problems in Lebanon” no Facebook:


CLAUDINHA RAHME
Gazeta de Beirute

Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário