Benefícios da Batata


A batata é um alimento que pertence ao grupo dos solanáceos, formado também pelo tomate, berinjela e pimentão. Ela é nativa do continente sul americano, e foi levada para o continente Europeu pelos antigos colonizadores. A batata já é conhecida pela humanidade, desde os tempos antigos, e hoje ela é um dos principais alimentos em todo o mundo. O gosto de amido típico da batata faz dela um alimento presente em uma grande variedade de pratos e cardápios, sendo por esta razão, um dos alimentos mais populares entre os brasileiros e principalmente entre os libaneses.

Ela é um alimento rico em vitaminas C e B6, em cobre, manganês, e fibras alimentares. Também é excelente para produção de energia, por conter grande quantidade de carboidratos. É ideal para atletas, por concentrar a sua energia nos músculos e no fígado, ideal para aguentar os exercícios forçados, atuando no desempenho dos atletas. Graças ao alto teor de fibras solúveis, e insolúveis que a batata contém, ela ajuda na digestão, é ótima para combater úlceras de estômago, e até hemorroidas. Além disso, pode ajudar na prevenção do câncer nas glândulas, e nos órgãos com o tecido epitelial.

Para pessoas que têm diabetes, a batata é um ótimo alimento, pois ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue, consequentemente, auxilia na resistência a derrames e ataques cardíacos. O teor de potássio encontrado no alimento, ajuda na manutenção dos eletrólitos das células do corpo. A Batata, ajuda na redução para a tensão arterial, devido a um composto encontrado no próprio vegetal, chamado “Kukoamines”, auxiliando na redução da pressão arterial. Ao natural, 100 g de batata possui, em média, 65 calorias. Porém, quando frita este número cresce bastante.

A patatina, uma das proteínas mais abundantes na batata, ajuda a formar a membrana celular, mantendo-a íntegra. Um trabalho publicado em 2003 no Journal of Agricultural and Food Chemistry, dos Estados Unidos, comprovou que, nos testes de laboratório, a patatina age como antioxidante. Ou seja, ela anula a ação dos radicais livres, moléculas instáveis de oxigênio que atacam as células. Pode soar exagero, mas por baixo da casca, esconde-se uma pequena farmácia. Uma substância que merece ser destacada, é a quercetina, um antioxidante capaz de inibir o crescimento de tumores de mama. A batata apresenta também, quantidades apreciáveis de triptofano e lítio, que agem nos quadros de depressão. Quanto aos valores nutricionais em si, não fica nada a dever a outros vegetais. É rica em fibras, vitamina C e todas as do complexo B, principalmente a B16, que atua na formação das células do organismo.

O tipo mais comum de batata é a inglesa, vendida nos supermercados. Ela se divide em subtipos com tamanhos diferentes, mas todos têm qualidades nutricionais semelhantes. E há ainda outras espécies que, apesar de pertencerem a famílias distintas, são parecidas no formato e nas virtudes nutricionais, com a inglesa, é o caso da batata-doce, da batata vermelha, e do yacon.

A batata, seja qual for o tipo, é rica em carboidratos. Por isso o ideal é não combiná-la com outras fontes, como o arroz, ou o macarrão, a mistura fica muito calórica. Cuidado, também, com os molhos e os complementos, capazes de torná-la ainda mais "gorda", assim como o modo de preparo. Os pratos mais saudáveis são os feitos com a batata cozida ou assada. O calor não destrói suas proteínas. O comum é descascá-la antes do preparo, mas é na casca que mora a maior parte das fibras. Por outro lado, ela também guarda agrotóxicos, caso o produto não seja orgânico. A batata está entre os quatro alimentos mais contaminados, para retirar ao menos parte do veneno, é bom escovar bem o tubérculo.

Manchas verdes na casca resultam de uma substância chamada solanina, produto de uma reação natural do tubérculo com a luz. É bom removê-la, porque pode causar diarreia. Depois de preparado o prato, não importa a receita, nada de levá-lo ao freezer. A batata é composta por 80% de água. Durante o congelamento, a água se separa da parte sólida. E aí, ao aquecer o prato, surge como resíduo um caldo estranho e sem sabor.

Sugestões de Consumo: 

ASSADA: É uma das formas mais saudáveis, desde que você use pouco óleo e não retire a casca. É ideal para acompanhar carnes.

FRITA: É o modo menos recomendável de preparo, porque a alta temperatura produz substâncias que fazem mal. O melhor é assar as batatas pré-cozidas, em vez de fritá-las.

COZIDA: Deve ser preparada com a casca bem lavada, pois ela funciona como uma barreira contra a saída dos nutrientes. Pode ser usada em saladas e purê.

CRUA: A batata precisa do calor para amolecer e perder a piretrina, substância que pode causar náusea. A exceção é o yacon, que deve ser comido cru.


LEA MANSUR
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

2 comments:

  1. Adoro batata , pena que seja bem calorica

    Carla

    ResponderExcluir
  2. Muito bom eu adoro batata e nao sabia que ela era tao boa. Parabens!

    ResponderExcluir