Calculo Renal (Pedra nos rins)


drfernandoalmeida.com.br 

Pedras nos rins ou calculo renal, é uma substancia constituída de cálcio, oxalato, ácido úrico e cistina e tem a aparência de uma pedra. Ela se forma no rim, que começa a trabalhar para tirá-la. Esse movimento provoca uma dor muito forte, quem já teve relata dores piores do que as dores de parto.

A genética é um dos fatores que favorecem o surgimento das pedras. Pessoas cujos familiares já tiveram calculo tem 2.5 vezes mais chances de sofrer com o problema. As outras causas, como infecção urinaria não tratada, excesso de acido úrico na urina não tratada, alimentação desregrada com excesso de sal e pouca ingestão de liquido e problemas específicos do organismo, como distúrbios do ureter (canal que conduz a urina), também são mais comuns quando já casos na família. A gravidez é outro fator que favorece a formação de cálculos.

Sinais e sintomas: 

Os sintomas aparecem quando as pedras estão em movimento tentando sair dos rins e seguir em direção ao canal da urina, onde são expelidas.

> Dor no fundo das costas (região lombar)
> Enjoo
> Vomito
> Sensação de barriga inchada
> Calafrios
> Febre
> Sangue na urina
> Aumento da vontade de urinar

A definição do melhor tratamento deve levar em consideração os fatores: presença ou ausência de infecção urinaria associada, tamanho, localização e dureza (densidade) do cálculo, além de características individuais do paciente, como obesidade e doenças pré-existentes. Dependendo do caso, a pedra pode ser expelida naturalmente pelo canal da uretra ou implodida por aparelhos que emitem ondas de choque (litotripsia externa por ondas de choque), e quebram a pedra em pequenas partículas que são expelidas facilmente. Há casos em que a pedra precisa ser extraída com tratamento cirúrgico.

Tomar água é a melhor forma de manter o bom funcionamento do organismo e evitar o surgimento das pedras, é recomendada a ingestão de mais de 2 litros de água por dia. Consumir pouco sal e diminuir a quantidade de proteínas (carne, ovo, peixe) presentes na dieta também ajuda. 

O ideal é o médico enviar a pedra para a patologia a fim de descobrir a causa e prevenir a doença de maneira especifica. Por isso se algum dia você tiver e a pedra for expelida naturalmente através da urina, tente guardá-la e levá-la para o médico.

Por Yasmeen Chehayeb
Gazeta de Beirute

Fonte: Revista Urologia, sua saúde 2011 *Sociedade Brasileira de Urologia*
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário