Hiperidrose


Hiperidrose, também conhecida como sudorese excessiva, ocorre quando o corpo transpira mais do que o normal. É mais proeminente nas mãos, pés, axilas e na face. A Hiperidrose muitas vezes pode tornar a vida intolerável. A Hiperidrose, definida como sudorese que ultrapassa a necessidade de termorregulação (controle da temperatura corporal), é uma condição benigna, mas que pode trazer desagrado a seus portadores. 

É uma afecção não muito rara, atingindo até 1% da população. Complexos de inferioridade, medo do contacto, isolamento social e dificuldades na realização de tarefas diárias, são apenas alguns dos problemas enfrentados pelas pessoas afetadas. Às vezes, embora nem sempre, emoções podem piorar o processo de Hiperidrose. 

As pessoas podem se tornar inseguras, achando que está tensa, ou que os outros pensem que está sob forte tensão emocional. Embora a Hiperidrose possa se manifestar e piorar pela presença da emoção, é errado dizer que ela ocorre por motivos psicológicos. Em outras palavras, para uma mesma emoção, uma pessoa sem Hiperidrose não apresentaria excesso de sudorese, enquanto outra, com Hiperidrose podem manifestar este excesso. 

Entretanto, a presença de Hiperidrose ao longo dos anos, acaba gerando tensão emocional, e que realimenta o processo, num ciclo vicioso onde as alterações emocionais começam a se intensificar, tornando o convívio com a Hiperidrose uma condição difícil para muitas pessoas.  

Mas a Hiperidrose pode também aparecer sem que tenha ocorrido qualquer emoção, ou mesmo sem qualquer motivo aparente, o que é causa de constrangimento emocional, passando a imagem de um grande descontrole emocional, quando na realidade ele não existe em tal grau. A hiperidrose pode ser primária ou secundária a uma doença de base, como hipertireoidismo, distúrbios psiquiátricos, menopausa ou obesidade.


Definições de Hiperidrose

Hiperidrose primária: Não é causada por nenhum fator interno ou externo conhecido.

Hiperidrose secundária: É o resultado de uma condição interna, ou externa, certas doenças, reações alérgicas, etc.


                                    Formas de Hiperidrose

Hiperidrose local: suor em algumas partes do corpo como mãos, pés, cabeça, costas e axilas. 

Hiperidrose generalizada: suor excessivo em todo o corpo. 


Tratamento:

O tratamento costuma ser clínico ou cirúrgico. Nos casos mais leves, podem ser indicados medicamentos por via oral e de uso tópico. A aplicação de toxina botulínica (botox) também ajuda a controlar a sudorese excessiva. 

Quadros mais graves porém, podem exigir intervenção cirúrgica para a retirada das glândulas sudoríparas das axilas, ou de gânglios da cadeia simpática (simpatectomia) por via videoendoscópica.

Recomendações:

A hiperidrose não é uma doença grave, mas pode comprometer qualidade de vida e ter implicações nas atividades sociais, escolares ou profissionais. Procure assistência médica para fazer o tratamento indicado para seu caso.

Tratar a hiperidrose é uma forma de corrigir a produção excessiva de suor, mas não vai acabar com o estresse nem com a instabilidade emocional. Não se recuse a encarar um acompanhamento psicoterápico. 

A cirurgia para controle da hiperidrose é realizada através de duas pequenas incisões, quase não deixa cicatrizes e pode representar a cura definitiva para os casos graves da doença.

LEA MANSUR
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário