Israel Cruza Linha Azul da UNIFIL


Foto: english.al-akhbar

Nesta semana, o exército israelense cruzou a fronteira libanesa com três escavadeiras e veículos blindados, durante o inicio da construção das estradas no portão sul da aldeia de Ghajar, e ao longo do rio Wazzani, enquanto tanques Merkava, aviões de reconhecimento e soldados, monitoravam, o lado libanês da fronteira. Soldados do contingente espanhol da UNIFIL, comandados pelo Chefe Fernando Gracia, oficiais de alta patente e o exército libanês estiveram todo o tempo em alerta máximo, monitorando a fronteira com mapas em punho, para assegurar que o exercito israelense não violasse a Linha Azul, que é a demarcação de fronteira entre os dois países, monitorado pela UNIFIL, e que representa a retirada de Israel do sul do Líbano em maio de 2000, após 22 anos de ocupação.

 Israel planeja escavar duas estradas, de 400 a 500 m de comprimento, cada uma, paralelo ao fluxo do rio Wazzani, e de acordo com Oficial Sênior da UNIFIL, o exercito israelense, notificou antecipadamente a UNIFIL sobre a construção das estradas, alegando medidas de segurança. O exército libanês confirmou as atividades realizadas ao longo da Linha Azul, e tropas posicionaram-se defensivamente ao longo da fronteira, para evitar qualquer incursão por parte do exército inimigo. Em novembro de 2012, escavadeiras israelenses atravessaram a cerca técnica perto da aldeia de Ghajar e cavou trincheiras largas para esconder tanques no lado libanês da cerca e em um local com vista para o rio Wazzani.
O Exército libanês e o Hezbollah estão em alerta nos últimos dias, em virtude do aumento da atividade da força aérea israelense. Os voos de monitoramento por parte de Israel no território libanês, violam a Resolução 1701 do Conselho de Segurança da  ONU, que mediou o fim das hostilidades da guerra de 2006 entre o Líbano e Israel.

Novos postos foram configurados pelo exército israelense, no sábado (9), para posicionar tanques adicionais ao longo da fronteira com o Líbano. Moradores próximos a aldeia de Ruweisat Al-Alam, localizada nos territórios ocupados de Kfar Shuba Hills, disseram que viram três tanques israelenses guardando um trator que esteve escavando a terra, além da construção de um  muro de 6 m de altura, feito com sacos de areia, provavelmente para posicionar os tanques. Ruweisat Al-Alam é uma das três cidades que Israel alega pertencer aos territórios palestinos. 

 CLAUDINHA RAHME
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário