Líbano e a fabricação do extremismo


Mohammad Raad, o chefe do grupo parlamentar do Hezbollah, afirmou que "há agentes locais e regionais,  que estão manipulando e fabricando o (extremismo islâmico) no Líbano, que nada tem haver com o Islam, com o objetivo de gerar um conflito entre sunitas e xiitas no pais".

"Nós do Hezbollah temos a responsabilidade de sermos pacientes, pois eles(salafistas) não querem a dignidade da comunidade sunita ou xiita, e sim enfraquecer a região para que possam dominar".

Mohammad afirmou que o Hezbollah não esta preocupado mesmo sendo o alvo de todas essas provocações.

“O que eles querem(os extremistas do grupo de Assir) é também confundir a população, e mexer com a opinião pública”. Disse Mohammad.

“Mas apesar disso, a resistência tem feitos grandes progressos, e continuará firme para alcançar seus objetivos e enfrentar seus reais inimigos”. Acrescentou.

Em seu último discurso o Líder do Hezbollah, Sayyed Hassan Nasrallah, advertiu, que "alguns partidos estão empurrando o Líbano rapidamente para conflitos sectários e trabalhando nisso noite e dia. Alguns partidos devem assumir as suas responsabilidades e estamos extremamente interessados em paz civil, mas ninguém deve fazer cálculos errados. "

Nas últimas semanas os protestos de Ahmad Assir contra o Hezbollah e seus partidários tem sido frequentes.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
10-03-2013
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário