Todos erram menos eu


Um estudo feito recentemente pela Universidade Americana de Beirute, mostrou que pacientes podem passar por grandes riscos nos Hospitais locais, pois erros são raramente relatados. 

Nos Hospitais do Líbano os funcionários  geralmente tem medo de compartilhar informações sobre erros cometidos internamente.

Entre as pesquisas estavam aproximadamente 70 Hospitais, onde quase 7 mil pessoas foram entrevistadas, entre eles enfermeiros, médicos, farmacêuticos, técnicos, oficiais de segurança e administração.

O estudo mostrou que mais de 80% dos entrevistados relataram que sentem medo de assumir os próprios erros. Mas alguns declararam que admitem quando observam que houve algo errado na assistência aos pacientes.
Certos profissionais sentem preocupação até mesmo em perguntar para seus superiores caso haja alguma dúvida a ser esclarecida.

Isso prova que além dos erros serem cometidos e o paciente sofrer com isso, a blasfêmia e a impunidade, são fatores que impedem o melhoramento do atendimento nos Hospitais. 

Outras fatores também geram grande preocupação, cargas pesadas de trabalho, ou falta de empregados, podem afetar no tratamento dos pacientes.
Mas não é so por estas razões que há muitas reclamações, muitas delas existem antes mesmo do atendimento começar, logo quando o paciente chega, se não houver dinheiro, não haverá atendimento.

E este tem sido um dos principais assuntos nos jornais do país.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
03-03-2013
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário