Vida Marinha em Sídon Ameaçada


Foto: Daily Star

No inicio do mês, foi encontrada morta numa praia de Sídon, uma tartaruga marinha gigante de mais de 25 anos, provavelmente vítima da prática de pesca com explosivos. Ecologistas afirmam que este não é um incidente isolado, e que o ecossistema marinho no Líbano sofre diariamente, porque não existem medidas de segurança ou de supervisão para protegê-lo. 

Nos últimos anos diversas tartarugas já foram encontradas mortas na costa de Sídon, devido à prática de pesca ilegal, devido à poluição, ou após ingerirem sacos plásticos, provenientes do lixão de Sídon depois de tempestades, que são facilmente confundidos pelos animais, com medusas.

 Youssef Jundi, Chefe de Desenvolvimento Ambiental da Associação Libanesa de Mergulhadores Profissionais, afirma que alguns pescadores utilizam práticas de pesca imorais e não regulamentadas, como a pesca com explosivos, o que prejudica o ecossistema; e que a morte dessa tartaruga marinha na costa de Sídon é uma tragédia real.

Tragédia, que poderia ser evitada se as forças de segurança cumprissem com seus deveres, perseguindo e prendendo os criminosos que destroem o ecossistema do país, porque segundo Jundi, os crimes de pesca não regulamentada são cometidos na presença das forças de segurança, que não toma nenhuma ação contra os autores. 

Diversas escolas têm organizado excursões para a costa de Sídon, para os alunos visitarem e testemunharem o desafio ecológico no Líbano, e a importância de se ter consciência sobre a vida marinha, e como a preservação de sua diversidade é de suma importância. 

Mergulhadores profissionais explicam detalhadamente aos estudantes, sobre os perigos da pesca ilegal para a vida marinha na costa de Sídon, e como devemos proteger as espécies ameaçadas de extinção, por causa do ecossistema.

 CLAUDINHA RAHME
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário