As Energias do Feng Shui


Feng Shui, que se pronuncia “fong suei”, é uma técnica chinesa de mais de quatro mil anos (alguns autores dizem cinco mil anos), que estuda a energia que circunda meio ambiente e nossas relações com ele, harmonizando-os.  A tradução literal de Feng Shui é “Vento e Água”. 

Vento (ou ar) e Água tem movimento, ação, circulação energética. São fontes de vida e energia mais fundamentais na natureza. O Vento representa uma energia que sobe, enquanto água representa uma energia que desce, ou seja, temos representado a polaridade “Yin/Yang” (positivo/negativo – dia/noite – quente/frio – homem/mulher – barulho/silêncio), ou seja, o principio que faz nossas vidas e o Universo se movimentar.

Para os antigos chineses, intrigava o fato de que determinadas áreas de uma mesma região apresentassem aspectos tão diferentes (mais Yin, ou mais Yang), como regiões mais secas (yang) ou mais úmidas (yin). 

O estudo, análise e compreensão da natureza e o que afetava cada região ou área, fez com que se desenvolvesse uma técnica de harmonização de ambientes para uma residência ou propriedade, trabalhando para atrair energias positivas, evitando as energias nocivas – o Feng Shui.

O que são energias positivas e negativas?

Também conhecido como vigor do Dragão, Feng Shui é a energia que existe e flui por nosso corpo e por todos os lugares que nos rodeiam, incluindo nossos lares. A polaridade “Yin/Yang” é o principio da energia Vital do Universo. 
Esta energia é conhecida como energia Chi – energia Vital, energia da Vida, Prana.  O Chi flui por nosso corpo através dos meridianos da acupuntura. A energia Chi é a essência de tudo e todos no Universo.

A medicina chinesa nos diz que a enfermidade surge quando o Chi se estanca ou se acelera em alguma região. Práticas como o Tai Chi e o Chi Kunk cultivam a energia vital para manter nosso corpo com saúde e harmonia. Tudo o que nos rodeia, plantas, minerais, animais e outros seres humanos, tem Chi.

Também cada casa tem um Chi que a caracteriza. Nós podemos “perceber” ou “sentir” o Chi de um lugar inconscientemente, quando nos sentimos bem ou mal em um determinado ambiente sem saber exatamente o motivo.  O Feng Shui estuda como o Chi se espalha por nossa casa através dos quartos e corredores, entrando e saindo por portas e janelas.

 Quando o Chi flui livremente, as pessoas serão mais positivas e desfrutarão de uma existência harmônica. Se o Chi é detido por algum motivo, surgirão problemas na vida cotidiana ou nas metas e projetos de quem vive no local.

Quando nos sentimos bem, quando entramos em um local bonito, e agradável, quando vemos um quadro ou escutamos uma música que nos agrada, um perfume gostoso, temos a manifestação da energia Chi no aspecto positivo. Lugares alegres, movimentados, pessoas bonitas e felizes são exemplos da energia Chi positiva.

Existem duas formas de Chi: 

O Sheng Chi, o que alimenta, e se move em forma ondular e deve ser estimulado.

O Sha Chi, o que debilita e destrói, e se move em linha reta ou se estanca e deve ser corrigido.
A energia Chi negativa ou nociva é conhecida como energia Sha, que podem ser locais sem circulação de ar, escuros, confusos, sujos e bagunçados, locais que nos trazem más recordações. Locais carregados ou com energia estagnada ou com muito barulho são outros exemplos. Esta energia Sha é a manifestação negativa do Chi.

Como a energia Chi pode ser aplicada hoje?

O Feng Shui é baseado na ideia de que a energia Chi (vital) está em todas as coisas do mundo, dando vida aos elementos da natureza e aos seres vivos. A energia Chi se encontra na criação do Universo, no Cosmos, na natureza, no ser Humano… em todo o ser Vivo. 
Esta energia Chi circula no Universo e se manifesta de várias formas. Segundo os chineses, é levada pelas correntes do Feng (vento) e Shui (água). Podemos, através da análise da circulação da energia Chi, determinar o local mais favorável para construção de uma casa, ajudando a escolher uma localização ideal ou menos ideal dos ambientes, já que a energia Chi visa equilibrar as energias vitais de um espaço vivo. 
Este espaço vivo pode ser seu escritório, residência ou qualquer ambiente que você estiver. Com este princípio, o ambiente nos dará a energia necessária para termos equilíbrio, paz, prosperidade, saúde, sabedoria e sorte em nossas vidas.

Como a energia Chi influencia um ambiente?

A energia Chi, em cada ambiente, tem sua própria personalidade e afeta a todos em um ambiente. Quando o espaço em que você mora ou trabalha é arrumado com harmonia, beleza, bom gosto, bom senso, criatividade e intuição, a vida será mais equilibrada e agradável, atraindo com mais facilidade saúde, paz, amor, prosperidade, amigos, sucesso e sorte.
Agora em locais onde não existe harmonia, o local é escuro, cheio de entulho, objetos e coisas paradas, teremos uma energia que não será considerada boa – Sha. Afetando negativamente as pessoas que ocupam o ambiente. Note que uma simples limpeza, arrumação e ordenação de um lugar como este, fará a energia Chi circular, melhorando o ambiente e seus ocupantes.

Além da análise da circulação da energia Chi, o Feng Shui observa outros aspectos em um ambiente, onde são verificados:

Vizinhos: ao lado de quem você mora?

Banheiros: provocam fuga de energia vital
Fogão: a prosperidade da casa.
Quartos: local de descanso, que pode ser perturbado por má posição dá cama.
Os cinco elementos: madeira, fogo, terra, metal e água; o que predomina os excessos, as faltas.
Aplicação do Baguá: O baguá é uma figura octogonal que é usada para mapear energeticamente cada lado do baguá: trabalho; sabedoria; família; fama; prosperidade; relacionamentos; criatividade; amigos. 
E cada uma destas áreas ligada aos moradores, afetando positivamente ou negativamente.


Fluxo ou bloqueio do Chi 

Para perceber o Chi em um ambiente, não é necessário ter um sexto sentido, para descobrir como é o Chi de um lugar, basta perceber o ambiente com os cinco sentidos. 

Quando a terra é fértil e vemos árvores frondosas, grama verde e um jardim que floresce, pode-se ter certeza de que o lugar tem um bom Chi. Já a terra gasta pela erosão, árvores debilitadas ou terrenos áridos são avisos de que o local tem um péssimo Feng Shui. 

Água limpa e com vida, em movimento, traz bons augúrios. A água estancada ou em corrente muito rápida traz justamente o contrário. Animais domésticos saudáveis mostram bom Chi, já ratos ou cães fracos e de aspecto feio são indicações de mau augúrio. Também devem ser considerados os fatores humanos. 

Observe algumas dicas a serem analisadas:

Na área externa:
- Grandes edifícios construídos muito perto uns dos outros, sem espaço para a luz solar e o vento, o Chi se bloqueia, convertendo-se em Sha.
- Uma árvore ou poste de iluminação bloqueando a porta de entrada de sua casa também produz Sha.
- Uma rua sem saída produzirá Chi na casa que fica ao final.

No interior da casa:
- Um espaço muito carregado de móveis e objetos pesados interrompe o fluxo harmonioso do Chi
- A bagunça e a sujeira configuram Chi estancado em qualquer lugar da casa.
- A porta de entrada alinhada com a porta de saída acelera a velocidade do Chi e impede que ele alimente o resto da casa.
- Um hall muito escuro ou deprimente impede a entrada do Chi. A entrada deve estar iluminada e com objetos bonitos, que deem uma recepção calorosa e acolhedora.

BETY ZIADE
Fontes: portalangels.com
Foto do Baguá: portalsaofrancisco
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário