Bruxismo


O hábito de apertar e ranger os dentes, ou bruxismo, é comum em 15% das pessoas. Causada principalmente por motivos emocionais, a disfunção pode provocar dores de cabeça, desgastes dos dentes e outros distúrbios da articulação mandibular. Na verdade bruxismo é uma parafunção. Ou seja, excesso de função muscular que leva ao atrito dos dentes.

O stress é o agente mais aceito como causador do bruxismo. No passado, a má oclusão (engrenagem incorreta dos dentes), foi apontada como responsável pelo bruxismo. Atualmente, as pesquisas concordam que este pode ser um agravante e perpetuante, mas não o fator determinante. Com a evolução dos estudos, outras causas poderão ser apontadas. 

O bruxismo geralmente é involuntário, causado principalmente por quadros de stress e mais frequente durante o sono. Alguns pacientes, quando são conscientizados sobre o problema, relatam que também apertam os dentes durante o dia. Para estes, fica possível neste período tentar evitar este hábito.Um paciente com bruxismo pode apresentar vários sintomas, que variam de indivíduo para indivíduo. Pode apresentar ruídos (quando do ranger dos dentes) ou não (quando apenas do apertamento). Como o bruxismo é mais frequente durante o sono, quando o paciente range os dentes seu acompanhante pode relatar esse ruído. 

Já o paciente que dorme sozinho, ou que apenas faz o apertamento dental (sem ruídos), é difícil a própria pessoa perceber ou lembrar, que fez o apertamento ou o ranger de dentes. Alguns sintomas como dores de cabeça, principalmente ao despertar, dificuldade ou cansaço ao mastigar alimentos mais duros, podem ser sinais de que se efetuou um bruxismo noturno. Um dos principais prejuízos é o desgaste dos dentes, o que, além de afetar a estética do sorriso, pode causar sensibilidade dentária. 

Em casos extremos, essa perda de estrutura dentária pode levar a um tratamento endodôntico (canais). Além disso, o bruxismo também pode causar fraturas nos dentes, necessitando de intervenções frequentes, e enfraquecendo a estrutura dentária. O desgaste dentário pode levar à perda da altura dos dentes. O paciente passa, portanto, a fechar mais a boca, sobrando assim menos espaço para a acomodação da língua. A língua, por sua vez, projeta-se um pouco para dentro da garganta por falta de espaço na boca, o que dificulta a passagem do ar, principalmente durante o sono. 

Isso pode ser uma das causas da apneia do sono, caracterizada 
principalmente pelo ronco, sono marcado por vários microdespertares, o que não permite que a pessoa tenha o repouso adequado, e provocando cansaço durante o dia, humor instável, além de prejuízos mais graves à saúde, como hipertensão arterial, depressão e até diminuição da vida do paciente, já que o sono adequado permite o correto metabolismo e renovação celular. 

Como esse apertamento dental, ocorre pela contração exacerbada dos músculos da face, quando exagerado, pode promover uma isquemia (falta de vascularização adequada) das fibras musculares, principalmente, as localizadas no centro dos músculos, o que pode gerar uma necrose parcial dessas fibras, que por sua vez, liberam uma cascata de mediadores bioquímicos causando dor. 

As cefaleias (dores de cabeça) podem ocorrer nos músculos temporal e frontal (região de têmporas e testa), região do alto da cabeça, região da nuca. Outras vezes, o mesmo fenômeno pode causar dores que lembram sinusite e/ou dores de ouvido, e também causar uma falsa sensação de dor de dente.

Como o bruxismo acomete tanto dentes como músculos da face e, em casos mais graves, até as respostas do sistema nervoso central, muitas vezes a placa é apenas uma das etapas do tratamento. Dependendo de cada caso, podem ser necessárias sessões de fisioterapia, medicações anti-inflamatórias, relaxantes musculares, ou até mesmo, medicações que atuem no sistema nervoso central (anticonvulsivantes e antidepressivos). 

A placa tem de ser rígida, pois os atuais estudos demonstram que é a mais efetiva. Contudo, alguns cuidados devem ser tomados na sua confecção e avaliadas caso a caso: a altura da mesma deverá ser confeccionada no arco superior ou inferior. A placa promove o relaxamento muscular e protege os dentes. Mas se houve sequelas nos músculos da face, e até no sistema nervoso central, se os mesmos não forem tratados também o problema sempre reincidirá.

O bruxismo é uma questão multifatorial e necessita geralmente de tratamento multidisciplinar. Como o stress é um dos principais causadores, dependendo do caso, o acompanhamento psicológico é fundamental para o sucesso do tratamento. Nos casos em que a estabilidade do humor já está comprometida, presença de problemas pessoais ou simplesmente presença de dor clínica, há muito tempo, um acompanhamento psicológico/ psiquiátrico, com a prescrição medicamentosa, é necessário para devolver a qualidade de vida do paciente.

Fonte: Revista: Odontologia+Vida 12/2012

Yasmeen Chehayeb
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

1 comments:

  1. Meu filho tem isso. Da uma aflicao horrivel escutar ele rangendo dente. Otima materia.

    ResponderExcluir