Colégio Eastwood Substitui Livros por Ipads



O Colégio Eastwood em Mansurieh é a primeira e única escola no Oriente Médio, que substituiu todo o seu currículo em livros pelo Ipad. Com o crescente número de aplicações educacionais, livros on-line e interativo, e informação digital disponível on-line, Eastwood Colégio está lançando o iPad como o caminho principal para melhorar a aprendizagem em sala de aula. 

O programa de Ipad oferece aos estudantes do Programa Internacional das séries 7 a 12, os aplicativos necessários i-books e cursos ITUNES U, para melhorar a sua experiência de aprendizagem, a fim de competir em um mundo global. Professores em ambos os campus, recebem desenvolvimento profissional adicional pelos Educadores Distintos da Apple e um certificado de instrutores da Apple. Além disso, os professores podem se inscrever para se tornarem Treinadores Certificados pela Apple.

O Colégio Eastwood é uma escola K-12 internacional independente, que atende crianças no Líbano desde 1973, e oferece currículo internacional e libanês, através de dois programas distintos, e conta com estudantes de mais de 20 países diferentes, tendo seu foco num atendimento personalizado para alunos estrangeiros, afirma o Diretor do Colégio Eastwood, Michel Khoury. Dois anos atrás, os instrutores do Colégio Eastwood começaram a formatar seu trabalho de classe em formato digital, e converteram as apostilas de papel em arquivos digitais, além de descobrirem ligações para vídeos complementares. 

As aulas foram embaladas em um modelo on-line feito pela Apple, e enviada para contas on-line do aluno. Os Ipads tornaram-se compra obrigatória para os estudantes de Eastwood no ano passado, e agora, todos os 55 professores e os 135 estudantes fazem o seu trabalho de curso e classificação no tablet. 

Foi uma iniciativa para familiarizar mais as crianças com a tecnologia, e tentar fazer com que o material de aula fosse mais envolvente. Capítulos de livros de história sobre a Segunda Guerra Mundial vêm com um vídeo de Winston Churchill, e uma análise por acadêmicos de prestígio. As aulas de literatura têm clipes sonoros dos autores que estão sendo estudados, enquanto as experiências químicas perigosas podem ser exibidas em forma de vídeo, envolvendo o aluno, de forma como ele jamais foi envolvido anteriormente.  

O trabalho coletivo é facilmente compartilhado entre alunos e professores, com aplicações interativas de aprendizagem que substituem completamente os livros didáticos. Khoury afirma que foi feito um estudo comparativo entre os custos de livros e Ipads, e que os benefícios da nova tecnologia superam não apenas o quesito educacional, como também o financeiro, porque um Ipad servirá os alunos durante vários anos, e custa em média, US$ 500 a 700,00, enquanto que a compra de livros, que devem ser trocados a cada ano, oferecem um custo aos pais em torno de US$ 350 a 450,00. 

A principal desvantagem para o programa até agora é a infraestrutura do Líbano, porque como as aulas são todas enviadas on-line, o colégio Eastwood têm pagado contas altas (US$ 1.500), para cobrir despesas de um fornecimento submedíocre de Internet, oferecido pelo governo. Fora esse obstáculo, o programa tem sido um sucesso. O ensino regular, com livros, canetas e cadernos é importante, mas quando ele é digital, não há papéis perdidos, ou desculpas para trabalhos incompletos. 

Quando os alunos concluem um trabalho, as respostas, automaticamente vão para o professor, o sistema tem causado uma melhoria notável com os estudantes, segundo relatam os pais, que aprovaram o investimento da compra dos Ipads, sem contar que as tarefas de casa, sempre podem ser acessadas de casa, mesmo que o aluno se ausente por doença e não veja o conteúdo de aula do dia. O aluno não perde nada, tudo pode ser resgatado online e de forma digital.

Outros escolas particulares do Líbano já planejam a substituição do programa regular de livros pelo programa iPad a partir do próximo ano letivo. O Ministério da Educação, Hassan Diab, em parceria com o governo libanês, pretende se espelhar na iniciativa pioneira do Colégio Eastwood, e implantar o sistema em escolas públicas, dentro de cinco anos, para que o ensino seja aprimorado no Líbano de forma geral a todos. 

Diab está disposto a aplicar o programa Ipad, e vem realizando esforços incansáveis para o desenvolvimento do currículo digital para assim, manter o progresso evolutivo, que beneficie a educação no país. Porém, para que o projeto se torne realidade, é necessária a existência de um financiamento especial, isso fez com que Diab se reunisse com o Diretor Regional da UNESCO, Adbudl Meniim Othman, para discutir a proposta de implantação da tecnologia na rede pública, e Othman prometeu esforços para a concretização do projeto.  


CLAUDINHA RAHME
GazetadeBeirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário