Ministro Jorge Hage Visita o Líbano

Foto: noticiasuol

O Ministro-Chefe da Controladoria Geral da União do Brasil, Jorge Haje Sobrinho, esteve nesta última semana no Líbano, para participar da “4ª Conferência Ministerial da Rede Árabe Contra a Corrupção e pela Integridade”, que foi realizada no Intercontinental Phoenicia Hotel, em Beirute, nos dias 14, 15 e 16. A conferência foi patrocinada pelo Primeiro-Ministro do Líbano, com apoio do Ministério da Justiça e do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, em parceria com um grupo de organizações parceiras, e organizada pela ACINET (Arab Anti-Corruption and Integrity Network). 

O evento, em nível ministerial, teve participação de lideres anticorrupção de toda a região, representantes de autoridades e entidades governamentais e não governamentais ativas, além de especialistas de destaque, 
representantes de organizações regionais e internacionais, e também de países parceiros. 

O objetivo da conferência visou à revisão dos esforços anticorrupção, a exploração de meios de reforçar tais esforços, através do compartilhamento de experiências e conhecimentos, além do aprendizado de novas formas mundiais neste domínio. 

E também, busca de soluções inovadoras para o avanço no fortalecimento da transparência, responsabilidade e integridade, para reduzir as oportunidades de corrupção. Esteve presente, pela primeira vez na Conferência da Rede Árabe, o Brasil, representado pelo Ministro-Chefe da CGU, Jorge Hage Sobrinho, o Embaixador do Brasil no Líbano, Affonso Massot, o Diplomata da embaixada brasileira no Líbano, Rodolfo Ribeiro, e a Chefe da Assessoria para assuntos internacionais do gabinete da CGU, Roberta Solis Ribeiro.

 A visita não foi apenas de trabalho, em sua primeira visita ao Líbano, Jorge na companhia de sua esposa, aproveitou para visitar a terra de seus pais, a aldeia de Qaitouleh, na região de Jezzine, e tirou diversas fotos da antiga casa onde sua família morou, há mais de um século atrás, e das estradas que conduziam a casa. Ao chegar à aldeia, Jorge Haje cumprimentou os idosos residentes, e ouviu atentamente as histórias contadas sobre seus avós, e ainda orou na Igreja da aldeia. 

O atual proprietário do imóvel, Nicholas Hajjar, abriu a casa abandonada pela família e explicou que ela tem mais de 200 anos, e suportou o terremoto que atingiu o Líbano em 1956, que matou mais de 100 pessoas.
"Esta é a terra do meu pai e da minha mãe, que eram das famílias Hage e Homsi. Meu pai era um médico que se formou na Universidade St. Joseph, e emigrou para a Bahia, no Brasil, em 1925. Meus avós emigraram do Líbano para o Brasil, em 1890. Eu queria visitar a terra da minha família", disse Haje aos jornalistas. 

Hage disse que há interesse do Brasil em fomentar o desenvolvimento no mundo árabe, porém, quando lhe foi perguntado se havia interesse da parte dele em comprar a casa da família, que necessita de sérias obras de renovação, Hage riu e disse que não tinha planos para projetos no Líbano, e que estava apenas visitando. 

Mussa, pai de Jorge, seguiu seus pais para o Brasil, e morreu em 1982, após dedicar toda a sua vida a seus pacientes. Jorge foi recebido na aldeia pelas autoridades locais, e escoltado pelo Exército e pelas Forças de Segurança Interna do Líbano. 

O Prefeito de Qaitouleh, Fouad Haji, ofereceu um almoço em homenagem a Jorge Hage, e disse que pretende manter contato com o Ministro de Estado do Brasil, até porque existe uma comunidade libanesa significativa da aldeia, vivendo no Brasil. Jorge descobriu ainda, na aldeia de seus ancestrais, que o nome dele consta no registro eleitoral, entre os 1300 residentes elegíveis da pequena aldeia de 3 mil habitantes. 

Jorge Hage Sobrinho nasceu em Itabuna/BA, em 05 de Maio de 1938, formou-se em Direito pela Universidade Federal da Bahia em 1960, fez mestrado em Administração Pública pela Universidade do Sul da Califórnia em 1963, e um segundo mestrado em Direito Público pela Universidade de Brasília em 1998. Entre 1962 e 1991, Hage foi professor na Universidade Federal da Bahia, e atuou como Reitor do Planejamento e Administração. 

Hage ainda foi Prefeito de Salvador de 1975 a 1977, Deputado Estadual de 1983 a 1987, e Deputado Federal de 1987 a 1991 pela Bahia, além de ter participado da Assembleia Nacional Constituinte de 1987 a 1988. E em seguida, tornou-se Magistrado no Distrito Federal, onde atuou também junto à presidência do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios.



Claudinha Rahme
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário