Mistério na Morte de Jovem de Trípoli



O mistério sobre a morte de Samer Kanj, um jovem sunita de 33 anos da cidade de Trípoli, que apareceu morto no subúrbio xiita de Beirute dias atrás, tem causado muita revolta e indignação por parte de familiares e amigos do jovem, que pressionam a policia exigindo que o incidente seja desvendado e o assassino, que ainda encontra-se livre, seja definitivamente preso. 

O jovem estava envolvido num relacionamento amoroso com uma jovem xiita do Dahiye, subúrbio de Beirute. Embora ambos frequentassem a casa um do outro, segundo a MTV, o relacionamento não agradava ambas as famílias, que não aprovavam o envolvimento dos jovens, por razões sectárias. 

Kanj estava sendo constantemente ameaçado, o ex-marido da moça, chegou a fazer uma visita ao pai de Kanj em sua loja em Trípoli, pedindo-lhe que proibisse o filho de ir atrás dela, e o pai de Kanj disse ao homem, para ele então proibi-la de visitar a casa deles, pois ela estava indo com muito mais frequência a Trípoli, do que o filho indo a Beirute. 

Nazih, um amigo de Kanj disse que horas antes de ser encontrado morto, ele teria escrito em seu Facebook que ele havia recebido uma ameaça por telefone, de um homem que havia se identificado como Abed Choumane, membro do Movimento Amal, e guarda costas de Nabih Berri. 

Choumane teria dito a Kanj para eles se encontrarem em Ain Ettineh, ao lado do Holiday In Hotel, em Beirute. Kanj comunicou sua família o que estava acontecendo, e foi ao encontro com Choumane. Horas depois ele foi encontrado morto. 

"Nós ainda estamos vivendo no inferno do passado", disse Nazih, relembrando os dias da guerra civil.

A família de Kanj informou que ele ficou sendo chutado e espancado durante uma hora, antes de ser jogado do quinto andar de um edifício no subúrbio, e ele teria ainda chegado com vida ao hospital, onde acabou não resistindo e vindo a óbito. 

Segundo familiares e amigos de Kanj, a polícia não tem dado a devida atenção ao caso, e inclusive teria dito que ele caiu do prédio, enquanto tentava instalar um cabo de televisão por satélite... Às 03h da madrugada. 

Os amigos e familiares de Kanj realizaram um protesto em Trípoli, na última terça-feira (2), na Praça Abdul Hamid Karami, e fizeram um bloqueio na estrada principal, pedindo as autoridades estatais e de segurança que os mistérios em torno da morte de Kanj sejam desvendados, e o assassino preso, porque o amor não poderia ser morto pelo confessionalismo e sectarismo. 

No entanto, apesar dos conflitos sectários do país existerem e serem frequentes, até mesmo em relacionamentos amorosos, não podemos afirmar que todos os incidentes e crimes futuros tenham essa origem, muitas vezes a própria Mídia Nacional, tem uma certa bagagem política, que focaliza na questão sectária.

CLAUDINHA RAHME & CHADIA KOBEISSI
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário