PALESTINOS CELEBRAM O DIA DA TERRA


 O dia 30 de Março, marca o dia da marcha anual para relembrar a violenta repressão sofrida pelos palestinos no protesto contra o confisco de terras pelos israelenses, e da morte de 6 manifestantes por policiais israelenses, na Galileia, em 1976. 

No último final de semana, os palestinos refugiados em Ain Al-Hilweh, comemoraram o  27º Dia da Terra, que precede o Dia da Nakba (desastre em árabe), em 15 de maio. Esta data é o registro dos 65 anos, do êxodo dos 711 mil palestinos que fugiram, e foram expulsos da Palestina, devido a guerra civil de 1947, e da guerra árabe-israelense de 1948, que originou a criação do Estado de Israel.
  
Manifestantes palestinos que se aproximaram da fronteira, na aldeia de Maroun Al-Ras, distrito de Bint Jbeil, no governorado de Nabatiye, no dia da Nabka em 2011, foram alvejados pelas tropas israelenses, que resultou na morte de 10 pessoas que participavam da marcha. 

Este ano, o exército reforçou sua presença ao longo da fronteira norte com o Líbano na última sexta-feira, antes do inicio do evento organizado pelo Hamas, em Ain al-Hilweh. 

Porém, as Forças de Segurança e políticos libaneses pediram a Yasser Al-Ali, e ao Comitê organizador, que os refugiados evitassem manifestações fora do campo, para evitar qualquer problema maior, visto que o país já se encontra em uma situação crítica e tensa na região.

Fouad Othman, da Frente Democrática para a Libertação da Palestina concordou que os grandes eventos fossem adiados, até o Dia da Nabka. 

A Frente Popular para a Libertação da Palestina realizou um protesto no baixo sul do campo, em frente a sede da UNRWA,  o Hamas realizou um comício, e a Organização de Libertação da Palestina, realizou um protesto em sua sede dentro de Ain Al-Hilweh.

Na última segunda-feira (01), Mamoun Mkahhal, Chefe da Organização da Juventude Al-Huda, o Embaixador Palestino, Ashraf Dabbour, Maan Bashour, representante do Encontro de Ligas e Comitês Populares, e outros líderes de 18 organizações de jovens, reuniram 60 jovens palestinos e libaneses, em um fórum para comemorar o aniversário do Dia da Terra, e reforçar o compromisso dos jovens palestinos com a sua terra, à qual eles são ansiosos por retornar.  

"Esta importante iniciativa integra iniciativas semelhantes no passado, para reforçar a rede e comunicação entre os libaneses e palestinos, para confirmar o último direito de retornar, o respeito da soberania do Líbano, e da necessidade de respeitar o ser humano e os direitos civis dos palestinos no Líbano", disse Dabbour.

 Maan Bashour, disse que o objetivo do fórum era introduzir jovens libaneses com palestinos dos campos de refugiados, para acabar com os estereótipos que permeiam, retratando o campo como uma zona esquecida, onde a inquietação prevalece. 

E acrescentou que integração promoveria a oportunidade da juventude palestina, conhecer as diferentes regiões do Líbano, as preocupações e os medos dos moradores.



CLAUDINHA RAHME
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário