Saluki - O cão do deserto


O Saluki, também conhecido como Greyhound Persa, é uma raça de cachorro muito elegante, que costuma ser utilizado em caças no deserto saudita, sírio, jordaniano e egípcio há mais de 7000 anos antes de Cristo. 

Originário da região do Oriente Médio, provavelmente fruto de antigos cruzamentos entre galgos egípcios e asiáticos, o Saluki era considerado o cão real no Egito Antigo, e provavelmente a raça mais antiga de cães domesticados, muitos foram encontrados mumificados ao lado de faraós. 

O Saluki historicamente viajou por todo o Oriente Médio e através da estrada de seda com caravanas e tribos nômades em uma área que se estende desde o Saara ao Mar Cáspio e China. 

Petróglifos e artes rupestres em Golpaygan e Khomein, no centro do Irã, que mostra cães saluki semelhantes e falcões, acompanhando caçadores perseguindo presas (cerca 8000-10,000 AC). Escavações recentes do império sumério, estimada em 7000-6000 DC, que mostra o saluki como um dos achados. 

As tribos nômades difundiram a raça em todo o Oriente Médio, da Pérsia ao Egito, como também no Extremo Oriente, como o Afeganistão e a Índia, até o sul de Darfur no Sudão. O andar do Saluki é similar ao de um gato, e ele é tão esperto quanto uma raposa, porém, dócil como uma gazela, e um ávido caçador com força e resistência para perseguir uma presa em longas distâncias e em terrenos difíceis.

Eles têm sido cães de caça para os nobres e governantes em torno da região até hoje, são consideradas limpas pelos beduínos, e estão autorizados a estar em quartos das mulheres, enquanto outros cães devem ser mantidos do lado de fora. Sheik Hamad Ibn Isa Al Khalifa, o rei do Bahrein na década de 30, era conhecida por uma matilha de Salukis que o acompanhavam pelo mundo árabe em viagens de caça. Após sua morte, seu filho Salman ibn Hamad al Khalifa tentou manter as linhas de raça pura, mas acabou cruzando-os com outras raças. 

No entanto, a linhagem pura do canil real foi salva pelos esforços de Dana Al Khalifa a quem foi dado dois filhotes de raça pura pelo rei. Dez anos depois, ela tinha diversos Salukis de raça pura registrados no Kennel Club de Bahrain. Existem aproximadamente 800 puros salukis nos Emirados, e anualmente é realizado um concurso de beleza entre eles. 

O príncipe Hamad Ganem Al Ganem, um apreciador dos salukis, realiza premiações anuais e incentivos para a criação dos cães, e afirma que os salukis são os genuínos cães do deserto, porque ele não são muito adaptáveis no Ocidente. Eles podem ser encontrados com pelos ou lisos, e nas cores creme, branco, castanho, dourado, vermelho, grisalho e castanho, tricolor e preto e castanho.

Claudinha Rahme
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

2 comments:

  1. Nunca imaginei que um cachorro tao magricelo e feinho fosse tao importante. Otima materia.

    ResponderExcluir
  2. Tenho uma paixao por tudo que é do deserto incluido o cão

    ResponderExcluir