Suleiman Frangieh


Nesta semana, o quem é quem, vai contar um pouco sobre a vida de um dos políticos da família Frangieh,  que sempre teve grande influência no contexto político do país, estamos falando de:
Suleiman Frangieh

Suleiman Tony Frangieh nasceu em 18 de Outubro de 1965, em Zgharta, norte do país. É o atual líder do Movimento Marada, e membro do Parlamento. Suleiman é filho do falecido Tony Frangieh, assassinado no massacre de Ehden, durante confrontos com os maronitas, que resultou no assassinato de membros da família de Frangieh. Suleiman é neto do ex-presidente libanês Suleiman Frangieh, e por esta razão recebeu o nome de seu avô.

A carreira política de Suleiman Frangieh começou cedo, quando ele tinha apenas 17 anos de idade. Em 1982, tornou-se o líder da Marada Armada, mas após alguns anos, o partido passou a ser um grupo político e não uma milícia. O partido liderado por Frangieh passou a investir em projetos sociais e culturais, na área da saúde, da educação, e etc.

Em 1991, Suleiman Frangieh, passou a fazer parte do parlamento libanês, sendo então, o membro mais jovem do parlamento. Frangieh foi eleito por três mandatos consecutivos, em 1992, 1996, e 2000, na região de Zgharta. 

Nas eleições de 2005, apesar de estar entre os preferidos, ele não foi eleito. Porém, durante as eleições parlamentares de 7 de junho de 2009, Frangieh foi eleito novamente, para a sede de Zgharta, juntamente com dois parceiros de seu Movimento, o Estephan Douwaihi e Salim Bey Karam, formando então, um bloco no Parlamento libanês, denominado Líbano Livre e Unificado (Free and Unified Lebanon).

Na guerra da Síria, Frangieh, afirma estar torcendo pelo regime de Bashar, e que o apoiará, e que a coalizão pró-Assad, irá ganhar a guerra. No entanto, o MP fez diversas chamadas para estabilidade do país, mas não através de uma “neutralidade negativa sobre a conspiração contra a Síria”, afirmou.

Sua amizade com a família Assad é antiga, cujos laços existem desde a época de seu avô, que o levou para a Síria, após o massacre de Ehden. Suleiman foi casado com Marianne Sarkis, e teve dois filhos, Tony e Bassel. Posteriormente casou-se com Rima Karkafi, em 2003, e com ela teve uma filha, chamada Vera. 

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute 
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário