Como seria a Terra sem a Lua



A Lua surgiu de um impacto da Terra e um corpo denominado Thea, há bilhões de anos. Se ela não existisse, ou desaparecesse por algum motivo, a vida no planeta seria bem diferente, ou poderia nem existir.  O eixo de rotação da Terra permanece estável em cerca de 24º de inclinação, e isso só é possível por causa de nosso satélite natural. Sem ele, a inclinação atingiria os 85º, o que não seria um fator favorável à vida. Os dias seriam mais curtos sem a Lua, algo entre 15 e 18 horas, porque com a Lua, as forças de maré diminuem a velocidade de rotação do planeta, tornando o dia mais longo. Com uma velocidade de rotação mais rápida, a atmosfera terrestre se moveria com maior velocidade, fazendo com que os ventos se tornassem muito mais fortes, e grandes furacões, fossem muito mais longos.

O clima no planeta seria muito diferente, por causa da mudança do eixo de inclinação e da velocidade orbital, o que modificaria drasticamente o clima; nos polos, onde faz muito frio, seria quente como nos trópicos, que ficariam cobertos de gelo. Como se não bastasse, a Lua ainda atua como um eficiente escudo contra a colisão de asteroides. Se ela não existisse, a Terra seria a única fonte de atração gravitacional, atraindo objetos para a superfície do planeta. Se a Lua nunca tivesse existido, o impacto da Terra com Thea nunca teria acontecido. Durante esse impacto, a órbita do planeta foi alterada. Hoje provavelmente teríamos uma órbita menos elíptica, além de um planeta maior (a Lua é formada com pedaços da crosta da Terra). Sem a Lua, a vida seria não somente diferente, mas poderia nunca ter surgido. Será que algum dia nosso planeta ficará sem a Lua? A resposta é SIM.

Ao longo de dezenas de milhões de anos, as forças da maré diminuíram ainda mais a velocidade de , e um dia poderá se desprender da órbita do planeta, o que segundo os cientistas estimam, poderá acontecer daqui a 1 ou 2 bilhões de anos, fazendo com que ela se torne um planeta-anão, ou até fazendo com que ela se colida com outros astros. Embora alguns cientistas calculem que a ausência da Lua faria com que o eixo de rotação da Terra passasse a oscilar descontroladamente, a maioria discorda. Para eles, a Lua não irá se afastar para sempre, apenas até sua translação atingir 55 dias, mesmo período que a Lua estará 60% mais distante daquilo que está hoje. De acordo com os cientistas, isso só aconteceria daqui a 15 bilhões de anos. Vale lembrar que até lá, o sistema solar inteiro deixará de existir, pois o Sol só irá viver mais uns 5 ou 6 bilhões de anos, antes de se tornar um gigante vermelho  que produzirá uma nebulosa planetária. Estamos vivendo no momento adequado para a Terra abrigar vida em abundância, e ser iluminada pelo luar. Até a Lua desaparecer, provavelmente já teremos encontrado uma nova casa. Mas até lá, aproveite bem o dia, e as noites também.

Claudinha Rahme
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário