Consulado Brasileiro no Líbano fazendo valer a lei



Art. 1o As pessoas portadoras de deficiência, os idosos com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, as gestantes, as lactantes e as pessoas acompanhadas por crianças de colo terão atendimento prioritário, nos termos desta Lei. 

Muitas pessoas estavam no Consulado Geral do Brasil em Beirute, na semana passada, de repente chega uma mulher com o filho no colo, ela veio fazer a documentação para seu filho. Então a funcionária, atende ela em primeiro lugar. Mas diz que está faltando a cópia de um documento. Ela vai lá fora na loja, próxima ao Consulado, tira a cópia e volta. Ao chegar, ela encontra na sua frente, uma mulher, que precisava fazer diversos documentos.

A mãe com o filho no colo, fala para a funcionária que já tirou cópia dos documentos, e que apenas precisa então que a funcionária verifique para que ela possa ir embora, a funcionária pede para ela esperar, o tempo vai passando, e a mãe com o filho no colo, começa a ficar nervosa, uma hora depois, a mãe vai lá de novo, e exige que seja atendida, pois está com o filho pequeno no colo.

Pela lei do Brasil, mulher grávida, idosos, ou mulheres com crianças de colo, devem ser atendidas em primeiro lugar. Então uma outra funcionária, do Consulado, aparece e diz, para a funcionária atender essa mulher com o filho no colo primeiro. A funcionária se recusa.

Após a mãe ficar muito brava, veio um outro funcionário e a atendeu imediatamente.

Antes de ir embora, a mãe com o filho, sobe até o Cônsul, para fazer a reclamação, e ele a recebeu muito bem, e prometeu que conversaria com a funcionária ou iria tomar medidas mais serias sobre o caso.

A funcionária não foi despedida, afinal ela teve apenas um deslize, mas isso é um bom sinal, de que o Consulado Brasileiro, está ouvindo os brasileiros, e de que as leis do Brasil, estão sendo respeitadas.

Eu fiquei muito feliz de presenciar a reação do Cônsul e dos outros empregados, sobre este caso, por acaso, essa mulher era minha irmã.

Eu não estava lá fazendo um trabalho para a Gazeta de Beirute, estava apenas também legalizando o meu diploma de jornalista, para que seja reconhecido pelo Brasil.

E inclusive não pensei, que iria escrever sobre isso, mas como verdades, ruins e boas, devem ser contadas, achei justo mostrar também que o Consulado, está fazendo valer as leis brasileiras,  do atendimento preferencial para mulheres gestantes, com filho no colo e idosos.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário