O Famoso arroz e feijão


Foto- mdemulher.abril.com.br

“(...) E todo mundo diz que ele complete ela, e vice-versa, que nem feijão com arroz”.

Todos nós brasileiros, comemos arroz e feijão, pode ser acompanhado com qualquer tipo de carne, ovo, e uma saladinha. Ou também, fica uma delícia com farinha, purê ou batata frita, enfim: onde tiver um brasileiro, lá estará o famoso arroz e feijão, em sua casa.

Na verdade, o arroz e feijão, é uma refeição barata e nutritiva, que reúne muitos carboidratos e todos os aminoácidos essenciais. Muitos tentam descobrir de onde veio esse prato típico brasileiro, a hipótese mais aceita é a de que o arroz (de origem oriental) teria sido trazido pelos portugueses ao Brasil, com o feijão, que já seria consumido no Brasil pelos índios, e que desde o antigo Egito, era símbolo de fertilidade.

Assim, como toda nossa cultura, também nossa alimentação foi enriquecida pela riqueza de nossos antepassados, índios, portugueses, e negros, o que ajudou bastante a definir parte de nossa alimentação, assim também como diversos outros tipos de comidas internacionais, símbolo da diversidade étnica de nosso povo.

Conheça variados tipos de arroz e feijão, que você pode encontrar no mercado:

Feijão Azuki: De sabor levemente adocicado, é a base de pratos da cozinha japonesa.

Feijão Bolinha: É ligeiramente arredondado, e fica bom em saladas e sopas.

Feijão Branco: Parecido com o jalo (é mais claro), é o ingrediente principal do cassoulet, prato francês.

Feijão Carioca: Favorito entre os brasileiros, é o mais consumido no dia a dia.

Feijão Fradinho: Miúdo e claro,  é o grão que dá consistência ao acarajé baiano.

Feijão Jalo: Bege e graúdo, vai bem em saladas e sopas.

Feijão Jalo roxo: Maior que o comum, também é indicado para sopas e saladas.

Feijão Moyashi: É ótimo para omeletes, sopas e saladas.

Feijão Preto: Grão que dá base ao prato tradicional brasileiro, a feijoada.

Feijão Rajado: Graúdo, fica delicioso em sopas e caldos de carne, ou em saladas de folhas.

Feijão Rosinha: Garante um sabor especial a molhos e saladas

Feijão Roxinho: Versátil, pode ser utilizado nas mais diferentes receitas

Feijão Verde: Também conhecido como feijão de corda, pode ser consumido fresco ou seco

Feijão Vermelho: De cor intensa, pode ser temperado com alho e cebola, e servido com carne-seca.

Arroz Grão Curto: Conhecido como cateto, fica empapado após cozido. É servido sem tempero pelos japoneses.

Arroz Parboilizado: É pré-cozido, o que lhe dá um sabor diferente. O preparo é rápido.

Arroz Basmati: Cultivado na Índia e no Paquistão, tem grãos longos e finos. Após cozido, fica úmido e solto.

Arroz Vialone Nano: Da Itália, é muito usado em risotos, pois mantém a forma após o cozimento e fica cremoso.

Arroz Integral: Precisa de muito líquido, e mais tempo para cozinhar. É rico em fibras e boa fonte de proteínas, minerais e vitaminas.

Arroz Vermelho: A cor vem da película que o envolve. Bom para risotos, bolinhos e com carnes brancas.

Arroz Glutinoso: Chamado também de "motigome" (arroz para moti, um bolinho japonês), é opaco e fica bem úmido após o cozimento.

Arroz Negro: É rico em fibras e vitaminas. Vai bem com carnes de caça e em sopas.

Arroz Arbóreo: Seus grãos são arredondados e curtos. Cremoso após cozido, também é um dos preferidos para risotos.

Arroz Carnaroli: Na Itália, seu país de origem, é considerado o melhor dentre todos os usados para risotos.

Arroz Grão Longo: Conhecido como agulhinha, é o mais usado no Brasil. Fica bem solto, após o cozimento.

E nós, brasileiros no Líbano, sempre procuramos encontrar o melhor feijão, aquele que seja igualzinho o do Brasil.


Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Fontes: pop.com.br e  mdemulher.abril.com.br
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário