Yoga


Do outro lado do mundo, há mais ou menos 2.500 anos, um sábio chamado Patañjali, escreveu o ''Yoga Sutra'', uma compilação dos princípios do yoga. Nas bandas de cá, alguns bons séculos depois, a prática indiana virou mania. Gente famosa, como a cantora Madonna e a atriz Demi Moore, fazem questão de gritar aos quatro cantos que são adeptas incondicionais. Em números, o yoga é sucesso incontestável. Nos EUA, onde o boom começou no início da década de 90, já são 15 milhões de praticantes, e no Brasil, estima-se que 5 milhões de pessoas já estejam se alongando, e se contorcendo, nas academias e escolas especializadas. Mas o que é que o yoga tem? Mera ginástica, misticismo, filosofia de vida ou um santo remédio? 

Em meio ao modismo, fica difícil saber do que realmente se trata o conjunto de posturas exóticas. Mais difícil ainda, é entender as diferenças entre as várias linhas, da Bhakti-Yoga, um dos ramos mais antigos, à Power Ioga, versão ocidentalizada. Para começar, é preciso compreender o que é o tal do yoga, sem levar em conta as ramificações. Traduzindo do sânscrito, para o português, yoga significa união. É que na Índia, onde tudo começou, o homem é visto como um todo - corpo, mente e espírito - e o sistema de Patañjali seria o instrumento para estabelecer a junção das partes, onde o objetivo principal é livrar o homem de qualquer sofrimento, seja corporal, emocional ou mental. O propósito não é malhar, mas aquietar a mente, para despertar a consciência do corpo como uma unidade. Então, é uma prática psicofísica. Indo mais fundo, os antigos iogues, que viviam em cavernas e florestas, tinham como meta transcender a existência humana.

Origem do yoga: Nada sabemos como surgiu, ou quem foi seu criador. Apenas sabemos que a origem do yoga remonta ao período pré-histórico, sendo que a maioria dos livros afirmam que surgiu na Índia, cerca de 2.500 a 3.000 anos A.C, e seu criador é Shiva. No entanto, descobertas arqueológicas, em 1952, comprovam que a origem do yoga é europeia, aproximadamente de 10.000 a 15.000 anos A.C. Na gruta de Addaura, na Sicilia (Itália) foram descobertos desenhos com posturas de yoga. Vários milênios depois, o yoga teria sido levado à Índia, pelos povos mediterrâneos (drávidas) e foi conservado até hoje, como o conhecemos. Ainda bem, pois se dependesse da cultura ocidental, já teria desaparecido há muito tempo.
Por isso, a Índia é considerada a “Terra do yoga”, da mesma forma que o Brasil é a “Terra do Futebol”, mesmo que o futebol tenha nascido na Inglaterra.

As várias definições de yoga: “É uma disciplina espiritual, que utiliza o corpo para expressar as emoções e sentimentos de forma harmônica. (Mestre Taunay Valle)”. 
“Toda vida é yoga. (Sri Aurobindo)”. 
“Yoga é a parada das ondas mentais. (Patanjali)”.
“Yoga é a habilidade da ação (Bhagavad Gita)”.
“Yoga é uma ciência pragmática e intemporal, desenvolvida através de milênios que trata do bem estar físico, mental e espiritual do homem como um todo. (Iyengar)”. 
“Yoga é um conjunto enorme de valores, atitudes, preceitos e técnicas espirituais. (Feuerstein)”. 

Afinal é Ioga, Yoga, Yôga ou Yóga?
A polêmica foi criada por um professor de Yoga, que considera o seu Yôga o mais completo do mundo, o mais antigo, e blá, blá, blá... O objetivo dessa polêmica é uma estratégia de marketing para diferenciar o seu yoga dos demais e chamar atenção.
Na Índia e em todo o mundo, a palavra se escreve sem acento, YOGA.
No Brasil, a palavra yoga foi aportuguesada e passou a ser escrita com "i", ioga, e também mudou para o gênero feminino.

Para não errar siga as seguintes regras:

a) Ao escrever YOGA, coloque o artigo "o" antes, pois em sânscrito a palavra yoga é do gênero masculino.

b) Ao escrever IOGA, coloque o artigo "a" antes, pois em português a palavra ioga é do gênero feminino.

Qual a diferença entre métodos, estilos, sistemas, técnicas e 
especialidades de Ioga?

Um método de Yoga é todo aquele tem uma codificação, como exemplo: Ashtanga Yoga (Patanjali), Hatha Yoga, Bhakti Yoga, Jnana Yoga, Mantra Yoga, etc.
Um estilo de Yoga é uma variante de um método, como exemplo: Iyengar Yoga, Ashtanga Vinyasa Yoga, Power Yoga, Vini Yoga, Sivananda Yoga são variantes de Hatha Yoga.
Um sistema de yoga é composto por vários métodos de yoga, por exemplo: Yoga Integral Taunay, Holos Yoga, etc.
As técnicas de Yoga são elementos usados num método, estilo ou sistema de Yoga. Exemplos: asanas, pranayamas, kriyas, dharana, yoga nidra, etc.
As especialidades de Yoga são aquelas que unem Yoga com tipo específico, como: terapia, esporte, profissão, etc. Exemplos: Yoga para asmáticos, Yoga para diabéticos, Yoga desportivo, Yoga para executivos, Yoga para gestante, Yoga para crianças, etc.

Ásanas: São exercícios físicos que fortalecem o corpo, aumentam sua agilidade, e previnem contra várias doenças, principalmente as psicossomáticas. Diferente de outros métodos, os exercícios são feitos respeitando o alinhamento das cadeias musculares, e com total consciência do corpo. Assim, não há risco de distensões ou lesões. Além disso, os ásanas desbloqueiam áreas tensas que impedem o fluxo da energia vital. Em última análise, as doenças surgem quando esse fluxo não é adequado.
Pránáyáma: São os exercícios respiratórios. No inicio, eles vão reeducar os músculos envolvidos na respiração, ampliando-a, e melhorando a absorção do oxigênio. Depois, eles atuam em nossas emoções, auxiliando-nos a lidar melhor com elas, e produzindo um estado de equilíbrio interior. Os pránáyámas também agem diretamente sobre nossa energia, aumentando-a e melhorando sua distribuição pelo corpo.
Yoganidra: Aqui, aprendemos a descontrair conscientemente cada músculo e cada parte do nosso corpo. Depois, nos imaginamos envolvidos por uma cor específica, ou passeamos mentalmente por praias paradisíacas, belas montanhas, campos floridos, etc. Tudo isso para que possamos sair da agitação do cotidiano, e perceber outras formas de viver, com mais tranquilidade. A serenidade advinda desses momentos é deliciosa, e permanece por vários dias.
Meditação: Meditar é sentar-se quieto e observar a si mesmo. Estamos sempre preocupados em conhecer tudo aquilo que está ao nosso redor, mas nos empenhamos muito pouco em descobrir o que acontece dentro de nós: como lidamos com os fatos da vida, como pensamos ou como sentimos, e quais nossas verdadeiras aspirações. A meditação nos oferece a possibilidade de nos conhecermos mais profundamente.

Quantos tipos de Ioga existem?
Atualmente existem inúmeros métodos, estilos e sistemas de Yoga. 
Veja abaixo alguns deles: Bhakti Yoga, Karma Yoga, Jnana Yoga, Mantra Yoga, Ashtanga Yoga (Patanjali), Hatha Yoga, Hahta Yoga Integral, Iyengar Yoga, Bikram Yoga, Ashtanga Vinyasa Yoga, Sivananda Yoga, Kundalini Yoga, Sahaja Yoga, Chiktza Yoga, Purna Yoga, (Yoga Integral de Sri Aurobindo), Yoga Integral (Taunay), Siddha Yoga, Kriya Yoga, Sai Yoga, Okido Yoga, Holos Yoga, e muitos outros...

Aonde o Yoga atua:

Físico: Aumento da capacidade respiratória, fortalecimento do sistema imunológico, rítmico respiratório mais lento, maior relaxamento muscular e eliminação do estresse físico, equilíbrio do sistema glandular, sono profundo e restaurador, etc.
Emocional: Equilíbrio das emoções e sentimentos.
Mental: Maior concentração, autoestima, autoconfiança, relaxamento mental, autoconhecimento.
Espiritual: Paz interior.

Os benefícios da Yoga: Aumenta a flexibilidade, importante para a melhoria da qualidade de vida. 
De que forma? No dia a dia, nos deparamos com situações que nos levam a mudar de opinião, e nos adaptar a diferentes ambientes e relacionamentos. O Yoga prepara o corpo e a mente para receber e assimilar tais transformações com mais facilidade. O aumento da flexibilidade melhora, ainda, a respiração, já que estimula o uso do diafragma, e melhora o condicionamento dos pulmões. Com isso, aprimora o desempenho físico e mental durante o dia. 
E tem mais! O Yoga desenvolve a consciência corporal e permite identificar melhor as emoções, promovendo o autoconhecimento. Uma pessoa ansiosa, tensa ou estressada pode aliviar este quadro por meio da prática do yoga.
O Yoga atua em todos os níveis do nosso ser: físico, mental e emocional. Mas o que torna o Yoga único é o fato dele não apenas alongar todas as partes do corpo, mas também massagear os órgãos internos, e as glândulas. Ele coordena o sistema respiratório com o corpo físico, relaxa os músculos, e a mente, estimula a circulação, e aumenta a provisão de oxigênio em todos os tecidos. As costas, peito, sistema digestivo e pulmões, são os mais beneficiados pelos exercícios, e o resultado é que o processo de enrijecimento, devido à inatividade, o cansaço, a postura incorreta, e o envelhecimento, são revertidos. A prática regular do Yoga garante uma qualidade de vida muito melhor, livre dos efeitos nocivos da correria, e da tensão do cotidiano.

Exercícios para melhorar a qualidade de vida:

- Contra o estresse no trânsito (Pranayama): Concentre-se em um ponto fixo do rosto, entre as sobrancelhas. Inspire lenta e profundamente pelo nariz, e expire pela boca, fazendo uma espécie de bico. Esse movimento ajuda a dosar a saída de ar, aliviando a tensão e o estresse do momento. O segredo está em expirar o ar e, com ele, a tensão.
- Antes de dormir (Setu Bandha Sarvangasana – Postura de ponte): Deite-se de costas, com os joelhos flexionados, e os pés apoiados no chão, alinhados com o corpo. Os braços devem estar estendidos na direção dos pés. Inspire lentamente e, em seguida, inspire elevando o quadril. Mantendo a respiração profunda e tranquila, permaneça nesta posição por cerca de 20 segundos. Ao expirar, retorne o quadril ao chão e relaxe. Assim você faz com que o tórax fique mais leve, e o corpo inteiro relaxa, proporcionando um sono mais agradável.
- Ao acordar (Surya Namaskar – Saudação ao Sol): Fique em pé, com os pés juntos, e posicione-se em direção ao Sol. Leve as duas mãos unidas à frente do peito, feche os olhos e relaxe todo o corpo, sentindo a energia solar. Concentre-se em seu corpo por cerca de 30 segundos, respirando lenta e suavemente, para conectar seu corpo e mente com a energia solar.

Ritual para iniciantes: Preferencialmente, o yoga deve ser praticado em local arejado e silencioso, ou com uma música suave de fundo. Com um colchonete fininho, roupas confortáveis, e pés descalços. 
Também é recomendável evitar alimentos e líquidos pesados (como milk-shakes e vitaminas) nas duas horas que precedem a prática. 
Pela manhã, ao acordar, ou à tarde, depois de todas as atividades, são os melhores momentos, para fazer as sequencias de asanas (pronuncia-se "ássanas"), como são chamadas as posições da ioga. Durante a execução, a respiração deve ser feita somente pelo nariz, nunca pela boca. A respiração nasal acalma o ritmo de todo o corpo e facilita a concentração.

O que é necessário para obter esses efeitos?
Diferente do que muita gente pensa, não é preciso acreditar em nada exótico, para praticar yoga e receber seus benefícios. Tudo o que você precisa, é praticá-lo com regularidade, e empenho, a constância no yoga opera verdadeiros milagres em nosso corpo, e em nossa vida. Os exercícios são simples e você os conquista gradualmente, respeitando o seu ritmo próprio.


Lea Mansur
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário