Arquiteta brasileira no Líbano

Afaf Smaili Rahhal

Esta semana, nossa correspondente Carla 
Mussallam Al  Masri,  esteve conversando com a Arquiteta brasileira Afaf Smaili Rahhal, que gentilmente nos concedeu uma entrevista. Há 16 anos no Líbano, Afaf nos contou um pouco sobre a sua profissão e sobre a Arquitetura do Líbano.

GB: Bom dia Afaf, conte-nos um pouco sobre seu trabalho.  

Afaf: Bom dia!  Eu sou formada em Arquitetura pela Universidade Brás Cubas, em Mogi das Cruzes, onde também fiz a minha pós-graduação. No Líbano, fiz minha segunda pós-graduação em Paisagismo, pela Universidade Libanesa. Trabalhei com Controle de Qualidade em Arquitetura na LAU (Lebanese American University), e hoje, dou aula na Notre Dame University, além de fazer alguns projetos.  

GB: O que é ser Arquiteta no Líbano? 

Afaf: Ser arquiteta no Líbano, como brasileira, sem muita noção da língua árabe, nem inglês ou francês, foi um pouco difícil, uma mudança muito grande. Mas não deixei que isto afetasse os meus objetivos, ou que me fizesse largar a minha carreira. Comecei a estudar árabe, francês e inglês, e também a me adaptar para continuar o mesmo trabalho promissor que eu tinha no Brasil, pois eu era uma profissional realizada. Comecei a fazer também, pequenos projetos que me incentivaram, e voltei a estudar na área também. 

GB: Como é o campo de trabalho aqui? Há valorização do profissional em Arquitetura?

Afaf: É uma profissão muito valorizada, e com muita gente capacitada. Existem muitos Arquitetos qualificados, mas como o Líbano é muito pequeno, tem mais oferta do que procura. Tem campo de trabalho sim, mas a quantidade de profissionais disponíveis é maior. 

GB: O Líbano está atualizado nesta área? 

Afaf: O Líbano está atualizadíssimo na Arquitetura Moderna. Muitos profissionais depois que se formam, continuam seus estudos e trabalhos fora do país, indo para a Franca, Estados Unidos, Inglaterra, e etc., e quando retornam, eles voltam com uma carga de conhecimento muito grande, e colocam tudo o que aprenderam, em prática. 

GB: O que você pensa sobre a Arquitetura antiga do Líbano?

Afaf: Bem, o patrimônio histórico está sendo destruído, por ter um espaço muito pequeno. Muitas casas antigas vêm sendo destruídas, para dar espaço a moradias verticais.  Para mim, o Líbano em termos de Arquitetura, perdeu sua identidade. Um dos únicos lugares que conheço, onde tentaram preservar as antigas construções, com a reconstrução, é o Downtown, em Beirute, e  alguns lugares nas montanhas também. O que foi destruído deve obrigatoriamente ser restaurado. Infelizmente na costa libanesa, principalmente em Beirute, as moradias antigas foram destruídas, para dar lugar a prédios. Eu acho que isso não deveria acontecer. 

GB: O que deve ser feito para valorizar a Arquitetura histórica, como os templos e castelos de Baalbek, Byblos, Sur, Sídon, Anjar e etc.?

Afaf: No mínimo, temos que conservar e cuidar do que temos, porque não se trata apenas do patrimônio do Líbano, mas também da humanidade. Existem grupos que cuidam de cada templo histórico, que são voltados para o Ministério do Turismo e da Cultura. Acredito que as prefeituras das cidades históricas devem ter um departamento próprio, responsável pela manutenção dos sítios históricos, mas não sei como trabalham. No meu ponto de vista, as prefeituras e os ministérios responsáveis, não estão fazendo o ideal, melhor dizendo, estão deixando a desejar neste trabalho.  

GB: O que você mudaria no Líbano, em termos de paisagismo e urbanismo? 

Afaf: Eu não deixaria construir arranha-céus na costa libanesa, porque prende o ar, ecologicamente falando, e evita a paisagem. Investiria mais em parques, e áreas verdes, manteria mais o verde das montanhas, e incentivaria o verde nas cidades. 

GB: Qual projeto que você fez, e que a deixou mais realizada?

Afaf: Arquitetei a Embaixada da Síria, em Brasília, e isto me realizou muito. 

GB: Muito obrigada senhora Afaf, por contribuir com seus conhecimentos para a Gazeta de Beirute.

Afaf: Obrigada vocês, e espero que reine a paz no universo libanês, e que possamos continuar nossos trabalhos e nossas vidas aqui.

O GB parabeniza todos os nossos leitores Arquitetos!

Que vocês continuem trabalhando para que nossos olhos tenham a oportunidade de ver mais beleza nesse mundo! 
Artigo dedicado à Afaf Smaili Rahhal, Jeane Nimry, Tie Higashi e Denise Bayoud.



Carla Mussallam Al  Masri 
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário