Conflitos levam Festival de Baalbek a mudar de local

Foto: Evention.me

Em virtude da crescente tensão e conflitos na região de Baalbek, com lançamentos de mísseis e combates provenientes da Síria, os organizadores do Festival anual de música de Baalbek, decidiram mudar a localização do evento para a segurança da população. O evento que anualmente é realizado nas ruínas romanas no Vale do Bekaa, muito provavelmente será realizado em Agosto, Capital libanesa, segundo afirmou Nayla de Freji, Presidente do Comitê do Festival Internacional de Baalbek. 

O festival foi criado em 1956, pelo Ex-Presidente Camille Chamoun, e interrompido durante a guerra civil, por longos 15 anos, e novamente suspenso em 2006 durante a guerra com Israel, quando a parte moderna de Baalbek foi fortemente bombardeada. O Festival Internacional de Baalbek atrai diversos turistas durante o verão, em especial árabes do Golfo que na fuga do calor e visando desfrutar dos bares e restaurantes libaneses, e que já puderam apreciar grandes nomes da musica internacional, nos belíssimos templos romanos da cidade, como a cantora de Jazz Ella Fitzgerald e o cantor britânico Sting, entre muitos outros. 

Este ano, o setor turístico libanês está enfrentando uma de suas piores crises nos últimos dois anos, e o Festival que deveria abrir no próximo dia 30, com o concerto do soprano Renée Fleming, vencedor do Grammy Award, infelizmente precisou ser adiado, em virtude do cancelamento da visita do músico ao Líbano. Baalbek, reduto do Hezbollah, que se encontra lutando no conflito sírio em apoio a Bashar al-Assad, vem observando a deterioração de sua paz e segurança incessantemente, e impedindo assim, toda e qualquer atividade positiva no Vale do Bekaa, e nas cidades portuárias de Sídon e Trípoli, onde o crescimento das tensões sectárias e violentas não demonstram indícios de ter fim.

 Mas, outros festivais culturais de verão, inclusive os realizados, em Beiteddine, Chouf, Biblos, Jounieh e Beirute, irão adiante conforme a programação planejada. Na noite de sexta-feira, Jounieh realizou a abertura oficial do seu famoso festival de verão, com um belíssimo show de fogos de artifício, e outras atividades, bem como o Festival de Beiteddine.
  
 Hala Chahine, Diretora do Beiteddine Festival, disse que o número de estrangeiros que frequentam o festival caiu 15 % este ano, em relação ao ano passado, devido ao declínio no setor de Turismo, e afirmou que mesmo que muitos não compareçam este ano, eles devem continuar, para mostrar que “o Líbano também tem um rosto civilizado e cultural”, segundo ela mesma declarou.


Claudinha Rahme
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário