Menopausa


Menopausa é o nome que se dá à última menstruação, um episódio que ocorre, em geral, entre os 45 e 55 anos. Quando ocorre por volta dos 40 anos, é chamada de menopausa prematura ou precoce. 

Muitas vezes, o termo é empregado indevidamente para designar o climatério, que é a fase de transição do período reprodutivo, ou fértil, para o não reprodutivo na vida da mulher.

A principal característica da menopausa é a parada das menstruações. No entanto, em muitas mulheres, a menopausa se anuncia por irregularidades menstruais, menstruações mais escassas, hemorragias, menstruações mais ou menos frequentes. 

Outros sinais e sintomas característicos como ondas de calor (fogachos), alterações do sono, da libido e do humor, bem como atrofia dos órgãos genitais, aparecem em seguida.

Sintomas da menopausa:

•Menstruação irregular, até que a mulher fique 12 meses sem menstruar;
•Ondas de calor que surgem de repente, mesmo se a mulher estiver num local com ar condicionado;
•Suor frio que ocorre logo depois desta onda de calor;
•Secura vaginal;
•Mudanças bruscas de humor;
•Ansiedade e nervosismo;
•Insônia ou dificuldade para dormir;
•Aumento do peso;
•Osteoporose;
•Depressão;
Parestesia (sensação de formigamento ou perda da sensibilidade em alguma parte do corpo);
Dor nos músculos;
•Dor de cabeça frequente;
•Palpitação cardíaca;
•Zumbido nos ouvidos.

Estes sintomas podem variar de mulher para mulher e podem começar a ser percebidos até 2 anos antes da instalação da menopausa. A menopausa geralmente acontece por volta dos 50 - 55 anos de idade, e quando ela surge antes dos 40, ela é caracterizada como sendo menopausa precoce e quando ocorre depois dos 55 anos, tardia.

Causa:

A causa da menopausa é fisiológica, isto é, é natural. Este é um período em que toda mulher que menstrua vai passar, onde ocorre a diminuição da atuação dos ovários.

Diagnóstico: 

O diagnóstico da menopausa só pode ser feito “a posteriori”, depois que a mulher passou 12 meses sem menstruar. Já o diagnóstico do climatério leva em conta os sintomas, o exame clínico e alguns exames laboratoriais de sangue. Mamografia, Papanicolaou, ultrassom transvaginal e densitometria óssea são exames complementares que devem ser repetidos com regularidade.

Tratamento: 

A terapia de reposição hormonal tem a vantagem de aliviar os sintomas físicos (fogachos), psíquicos (depressão, irritabilidade) e os relacionados com os órgãos genitais (secura vaginal, incontinência urinária) no climatério. Além disso, funciona como proteção contra a osteoporose e assegura melhor qualidade de vida para a mulher. 

No entanto, existem contra indicações que devem ser criteriosamente avaliadas, tais como o risco de doenças cardiovasculares, trombose, câncer de mama e de endométrio, distúrbios hepáticos e sangramento vaginal de origem desconhecida.

Estudos mostraram que a isoflavona (soja) tem ação semelhante a do estrogênio no controle das ondas de calor. Alimentação saudável, atividade física regular, não fumar e evitar o consumo de álcool, cuidados com a saúde bucal são algumas medidas simples, que incorporadas aos hábitos diários de vida, podem ser úteis para minimizar os sintomas negativos do climatério.

Outra dica importante para esta fase é alimentar-se corretamente:

Dar preferência: a frutas cítricas, cereais integrais, peixes. A suplementação com semente de linhaça pode ser indicada para melhorar o transito intestinal e controlar o colesterol.

Evitar: pratos condimentados, alimentos ácidos, café e bebidas alcoólicas, alimentos com alto teor de açúcar e gorduras, como os industrializados, além das carnes e lacticínios gordos.

Recomendações:

•Não considere que depois da menopausa a mulher está dispensada do acompanhamento ginecológico que deve continuar sendo feito com regularidade;
•Cuide da alimentação e evite ganhar peso;
•Evite a ingestão de álcool e não fume;
•Encontre tempo para a prática diária de atividade física. Além de ser importante para o bem estar físico, ela é fundamental para o controle da pressão arterial, prevenir a osteoporose e doenças cardiovasculares e atenuar as alterações do humor.

   12 passos para uma Menopausa saudável

1. Comece a praticar atividades físicas para prevenir o ganho de peso típico da menopausa (de 3 a 5 quilos). Flutuações hormonais podem contribuir para esse aumento. “É mais difícil de prevenir ou perder aqueles quilinhos a mais se você esperar até a menopausa para começar um programa de exercícios.”

2. Inicie um programa de fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico, como exercícios de Kegel (série de exercícios criada nos anos 40 para prevenir problemas como a incontinência urinária), e não apenas do abdômen, das coxas ou das nádegas.

3. Faça exercícios de levantamento de pesos para manter os ossos fortes e reduzir o risco de fraturas. É prudente buscar orientação específica para adequar o tipo e a carga de exercícios mais adequada para você.

4. Desafie seu cérebro com exercícios de memória, palavras cruzadas e outros tipos de jogos de raciocínio, isso pode ajudar a diminuir o risco de perda de memória durante a menopausa.
5. Desenvolva e mantenha bons hábitos de sono, a fim de combater potenciais problemas de sono causados por quedas nos níveis de estrogênio.

6. Tente dormir o suficiente, falta de sono em si pode contribuir para a confusão mental e baixa libido, problemas frequentemente associados à menopausa.

7. Pondere com seu médico o uso de um creme tópico de estrogênio para ajudar a tratar a secura vaginal. A prática regular de sexo também aumenta o desejo sexual e faz com que a lubrificação aumente.

8. Faça todos os exames anuais recomendados pelo médico, incluindo controle de glicemia, colesterol, vitamina D e cálcio, bem como mamografias e exames pélvicos. Os resultados de uma colonoscopia feita aos 50 anos irão determinar a frequência de colonoscopias futuro.

9. Não negligencie seus dentes. Escove-os quatro vezes ao dia e use fio dental diariamente para ajudar a prevenir a doença periodontal (inflamação das gengivas), ela pode afetar sua saúde cardiovascular.

10. Limite o consumo de alimentos industrializados e mantenha uma dieta rica em verduras e em gorduras saudáveis como a do salmão, do abacate e do azeite de oliva. Consumi-las ajuda a manter os cabelos e a pele saudáveis.

11. Mulheres em pré-menopausa devem consumir de 1.000 a 1.200 miligramas de cálcio por dia (os especialistas recomendam tomar o cálcio em duas ou três doses menores ao longo do dia) e em pós-menopausa devem tomar 1.500 mg de cálcio por dia e 500 mg de magnésio e vitamina D, para a absorção máxima do cálcio ingerido.

12. Discuta com o seu médico os prós e contras do uso da terapia de reposição hormonal. Ela não é recomendada para mulheres em situação de risco para câncer de mama, trombose ou doença cardíaca.


Dra. Lea Mansur 
Gazeta de Beirute 
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário