Obama leva apoio à família de Mandela na África do Sul


Barack Obama se encontrou com a família do herói sul-africano antiapartheid, Nelson Mandela, no último sábado (29), e disse que o político, gravemente doente, é uma das maiores figuras da História. A saúde de Mandela, de 94 anos, levou o Presidente americano, à África do Sul por dois dias. Obama também enfrentou protestos de sul-africanos contra a política internacional norte-americana, especialmente com ataques de drones. 

Dezenas de manifestantes se aglomeram no exterior do Campus de Soweto, da Universidade de Johanesburgo, onde Obama faria um discurso aos estudantes, e a polícia precisou jogar granada de efeito moral, para dispersar os manifestantes. Obama foi à África do Sul para visitar três países, e visitar a família de Mandela para entregar uma mensagem de apoio, em vez de visitar diretamente o Ex-Presidente no hospital, onde está internado há três semanas. O encontro se deu no Centro de Memória Nelson Mandela, em Johanesburgo, e Obama após o encontro, falou ao telefone com a esposa de Mandela, Graça Machel, que permanece ao lado do marido no hospital em Pretoria.  

A família de Mandela criticou a reação da mídia internacional sobre sua doença, a filha mais velha de Mandela, chamou a mídia estrangeira de "abutres", por eles violarem a privacidade de seu pai, que "ainda luta pela vida", e que as constantes ligações para checar frequentes rumores sobre a saúde de Mandela estressaram a família, pelo fato da imprensa tentar "enterrar o morto antes da hora". Após 3 semanas de tratamento contra uma infecção pulmonar no hospital de Pretoria, Makawize estava otimista com as chances do pai, e disse: "Eu não vou mentir, ele não parece bem, mas se falamos com ele, ele responde, e tenta abrir os olhos. Ele ainda está lá". Após fugir de cinegrafistas e repórteres Makawize criticou o "mau gosto" da imprensa estrangeira, e da intromissão na privacidade da família.

Winnie Mandela, ex-mulher de Mandela, disse que fica difícil entender a impaciência, e frases do tipo “é hora de a família deixá-lo ir”. O porta-voz Mac Maharaj não quis comentar sobre a mais recente reportagem de uma grande rede de TV dos EUA, de que Madiba, respira com ajuda de aparelhos. Ele disse que isso, era parte da relação confidencial de Mandela, com seus médicos. A última informação oficial, veiculada pelo Presidente sul-africano, Jacob Zuma, diz que o quadro de Mandela seguia crítico, mas estável, embora tenha sido registrada uma leve melhora ao longo da noite anterior. 


Therese Mourad
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário