Padre é decapitado em execução brutal na Síria


Um vídeo postado na internet, na última semana, mostrou a execução brutal de um padre católico sendo decapitado por jihadistas na Síria. O crime foi reivindicado por membros das forças rebeldes, aliadas da rede terrorista Al-Qaeda.

Nas imagens, o Padre François Murad, aparece amarrado e ajoelhado no chão, cercado por uma multidão que gritava incessantemente, "Allahu Akbar" (Deus é o maior). Segundo informações, o padre, teria sido acusado de supostamente colaborar com o regime do Presidente Bashar Al Assad. Um homem mascarado então, corta a cabeça do sacerdote com uma faca pequena, enquanto os outros filmam e fotografam com celulares.

Acredita-se que o padre, de 49 anos, estava refugiado em um monastério em Gassanieh, no norte da Síria, que foi invadido por rebeldes ligados ao grupo jihadista Jabhat Al-Nusra. O padre foi executado no último dia 23 de Junho, porém, o vídeo só foi publicado esta semana na internet, pelos próprios rebeldes.

Segundo o tabloide britânico The Sun, a morte do sacerdote já foi confirmada pela agência oficial de notícias do Vaticano. O Arcebispo, Jacques Behnan Hindo, Chefe da Arquidiocese Sírio-Católica em Hassaké Nisibis, disse que o sacerdote foi um "mártir da paz", no país conturbado. 

“Toda a história dos cristãos no Oriente Médio é marcada pelo sangue dos mártires, vítimas de muitas perseguições. Murad me enviou algumas mensagens, que mostram que ele estava consciente da situação de perigo que vivia. Esse vídeo contêm cenas fortes, e causou horror em todos os que assistiram. Os rebeldes o acusaram de colaborar com o regime do Presidente Bashar El Assad”, disse o Arcebispo.


Therese Mourad
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

1 comments:

  1. Que coisa horrivel, nos muculmanos somos contra atitudes desses monstros qeu se dizem muculmanos, que coisa terrivel, o islam e contra isso,nenhum muculmano verdadeiro aceitaria isso, esses sao salafistas e wahabistas que sao loucos, e por causa desses imbecis a imagem de todos os muculmano fica ruin, chega de fanatismo

    ResponderExcluir