Acidente na Itália deixa mortos e feridos

 
Foto: Reuters
No último dia 28, na Itália, um grave acidente envolvendo um ônibus, que voltava de uma excursão, e caiu de um viaduto no sul do país, deixou 38 mortos e 10 feridos. O grupo de famílias que organizavam excursões, e já tinham programado o próximo destino, a Croácia, teve seus planos cancelados. Segundo a imprensa italiana, as vítimas eram todos amigos, moradores das localidades de Giuliano de Campânia, Mugnano de Nápoles e Marano, no sul da Itália.

No último domingo, o grupo voltava de um fim de semana no Balneário de Telese Terme (Benevento), e de Pietrelcina, a cidade natal do Padre Pio, um dos santos mais queridos da Itália. Foi uma noite dura para os familiares das vítimas, que tiveram que comparecer ao ginásio da Escola Don Bosco, em Monteforte Irpino, transformado em necrotério, para fazer a identificação e reconhecimento das vítimas. Todos os familiares se conheciam, eles se apoiaram e se consolaram durante toda a noite, enquanto eram chamados, um por um, para que entrassem no ginásio para identificar seus entes queridos.

Há quem se lembre de que muitos deles, já tinham reservado a próxima excursão, para passar uma semana na Croácia, organizada como sempre, por Luciano Caiazzo, o "chefe do grupo", e dono de um açougue em Pozzuoli, em Nápoles; e que também morreu no acidente. Embora ainda não tenham sido divulgados os nomes dos mortos, acredita-se que entre eles havia algumas crianças. Trinta e seis dos 48 passageiros que viajavam no ônibus, morreram no local, e dois deles, morreram no hospital. Segundo o último boletim, após o acidente, foram recuperados 36 corpos, sendo um deles, uma criança, entre as 50 pessoas que viajavam no ônibus.

Todos os 10 feridos, entre eles, três crianças, foram levados a hospitais da região, e se encontram em estado grave. As primeiras hipóteses apontam para uma falha no sistema de freios do ônibus, ou o estouro de um dos pneus, como a causa que levou o ônibus a se chocar contra vários carros, e depois bater no guard rail, saindo da estrada, e caindo do viaduto.

Um dos parentes de uma das feridas, disse que ela lhe explicou que o acidente aconteceu quando um dos pneus explodiu, e que embora o motorista tenha tentado manter o controle do ônibus, ele não pôde evitar o impacto contra outros carros, e depois a queda, hipótese que será verificada pela perícia. Os 36 corpos tirados das ferragens do ônibus, foram levados ao Ginásio Municipal de Monteforte Irpino, na província de Avellino, que foi transformado em necrotério, para a tarefa de identificação dos corpos.


Therese Mourad
Gazeta de Beirute

Fonte: Euronews e CNN
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário