Crocodilo é avistado no Rio de Beirute

Foto: Daily Star

Várias testemunhas afirmaram ter avistado um crocodilo de 1,5 m de comprimento esta semana no Rio Beirute, o que causou espanto em várias pessoas, mas não em Hasan Dib, um pescador do rio, que afirmou ter visto o réptil há anos atrás. 

O pescador não soube dizer, se o atual crocodilo, é o mesmo visto por ele anteriormente, ou se trata de um novo, mas disse que esta não é a primeira vez que aparece um crocodilo no rio. Dib disse ainda, que se este crocodilo, que só aparece na parte da manhã, for o mesmo do verão passado, ele já cresceu bastante, o que torna a situação de risco. 

As autoridades de Burj Hammoud estão investigando o caso, segundo afirmou o Porta-Voz do município, e segundo noticiou o Jornal Al-Joumhouria, o crocodilo avistado no rio é jovem, e proveniente do Rio Nilo.

Jason Mier, Diretor Executivo da Animals Lebanon, uma organização de proteção aos animais no Líbano, esteve com o Ministro da Agricultura, e obteve permissão para acessar o rio e capturar o animal, antes de transporta-lo para um viveiro adequado e seguro. 

A organização montou uma equipe de especialistas e reuniu todo o equipamento necessário (gaiola, barco, anestesia, etc.), dando início à caçada ao crocodilo na manhã da última quinta-feira (25). Mier disse que a água do rio, que geralmente é utilizado como despejo de esgoto, está extremamente poluída e insalubre, e que é incrível como o animal tenha permanecido vivo diante de tais condições.

Uma testemunha, que trabalha na Sukomi (uma empresa de gerenciamento de resíduos), alertou recentemente, as Forças de Segurança sobre o aparecimento de um crocodilo na foz do rio. O departamento enviou uma equipe para o local, e realizou algumas patrulhas no rio, porém, como o réptil não foi encontrado, eles encerraram as buscas. 

A testemunha afirmou que como as águas do rio são rasas e misturadas com esgoto, resíduos orgânicos e inorgânicos, e entranhas de gado proveniente do matadouro Karantina, criam dessa forma, um ambiente adequado para que esses répteis possam se alimentar e sobreviver.

 Uma das maiores hipóteses, para o aparecimento do crocodilo no rio, é a de que ele tenha pertencido a alguém, uma vez que, muitos pets shops no Líbano comercializam animais exóticos, e proibidos, ainda bebês, como é o caso da PETMART, um dos maiores comerciantes de animais silvestres ameaçados de extinção. O suposto dono do animal, deve ter se chocado com o quanto ele cresceu, e decidiu livrar-se dele, talvez, por ele ter se tornado um fardo, ou uma ameaça, achando mais conveniente jogá-lo no rio. 

De acordo com o relato de uma fonte anônima, um dos trabalhadores da PETMART perdeu alguns crocodilos bebes no rio, durante a limpeza de uma bacia de água com vários crocodilos bebes. O dono da loja nega a história, e diz que não tem nada a ver com os crocodilos do rio, até porque ele nunca importou crocodilos. No entanto, um trabalhador estrangeiro da loja, disse que a loja tinha vendido todos os seus crocodilos, e que espera novo carregamento, para o próximo mês. 

O dono da loja, embora afirme que nunca importou os animais, mostrou bastante experiência ao explicar a forma como os animais são contrabandeados para o país, através da fronteira com a Síria. Segundo ele, os animais são transportados dentro de recipientes com água em ônibus de turismo, em galões de água, ou ainda, em bolsos, visto que um pequeno crocodilo possui 10 cm de comprimento, e pode ser controlado tendo suas mandíbulas fechadas com fita adesiva.

O Chefe de Controle de Importação e Exportação, e Quarentena Veterinária, do Ministério da Agricultura, Obaida Medawar, disse que há 35 anos nenhum crocodilo é importado legalmente para o Líbano. Segundo ele, recentemente, o Líbano se tornou o 117 ° país a ratificar a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna Selvagens (o CITES). 

O Objetivo do CITES é regular o comércio de plantas e animais, vivos ou mortos, além de seus produtos (alimentos, pele, médicos, marfim, instrumentos musicais, joias, etc.), além de proteger 5.000 espécies de animais, e 25 espécies de plantas. Os crocodilos são uma das espécies da lista de animais ameaçados de extinção.

De acordo com Medawar, não é permitida a entrada de nenhum crocodilo no Líbano através do controle de fronteiras, que a Alfândega aérea e portuária, fiscais do Ministério da Agricultura, e outros órgãos, estão relacionados com o secretariado da CITES, em Genebra. 

Ele não nega que os animais vêm sendo vendidos ilegalmente no país, mas afirma que todos foram contrabandeados, pela fronteira terrestre com a Síria. E concluiu dizendo que os crocodilos possuem enorme facilidade de reprodução no Líbano, por terem sangue frio, os animais se adaptam facilmente a qualquer ambiente, e nem o frio se torna um obstáculo à sua sobrevivência. 


Claudinha Rahme
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário