Direto da mulher Contra a violência doméstica no Líbano

Foto: Fabiana Camilo

Direto da mulher 
Contra a violência doméstica no Líbano, uma lei jamais concretizada!

Rola Yacoub, foi mais uma vítima da violência doméstica no Líbano, ela faleceu na semana passada, em Halba, distrito de Akkar, norte do Líbano, após ser espancada pelo marido até a morte. A jovem mãe, de 33 anos deixou 5 filhos pequenos. De acordo com os testemunhos de vizinhos, da mãe dela, e outras testemunhas, Rola já vinha sofrendo violência doméstica há muito tempo.

Diversas mulheres foram às ruas do centro de Beirute, manifestar contra as leis libanesas atuais, e cobrar uma lei que proteja as mulheres da violência doméstica, uma promessa antiga, feita por dezenas de políticos, mas que nunca é elaborada ou aprovada. O último que prometeu promover e legislar essa lei, foi o Presidente do Parlamento, Nabih Berri, mas como todos os outros políticos, a elaboração de uma lei que proteja as mulheres, ficou somente na promessa. 

Parentes e amigos de Rola, manifestaram-se em Halba, após o IML entregar seu corpo para o marido, antes de se concluírem a perícia, causando grande revolta entre todos que a conheciam. Amigos de Rola, afirmaram diante das câmeras de TV, que o marido ela conseguiu o direito de retirar o corpo do IML antes da conclusão da perícia, com o apoio e cobertura de um célebre deputado do Partido 14 de Março, o qual eles não quiseram revelar o nome, porque, segundo os familiares da vítima, todos sabem quem é o político em questão. Após muitas brigas, discussões e protestos, a família de Rola, conseguiu obter o cadáver para ser enterrado junto ao de seu pai, por ser um desejo dela, segundo informou sua família, mas agora, a família está exigindo justiça pela sua morte. 

Rola não é a primeira mulher a morrer no Líbano, vítima da violência doméstica, e nem será a ultima, mas até quando, mulheres e crianças vão sofrer esse tipo de violência, sem ninguém se mexer? Em que século nós estamos? Sem mencionar os inúmeros casos de violência do mesmo tipo, que não vem à tona. Isso tem que acabar! É preciso ser criado uma lei que proteja as mulheres urgentemente!  Dessa forma, quando uma mulher denunciar um caso de violência domestica, ela terá a certeza de que o agressor será punido. E por outro lado, os agressores irão pensar duas vezes, antes de agredirem uma mulher. Todas nós somos Rola Yacoub! E todas nós exigimos uma lei que nos proteja de homens covardes que agridem mulheres!


Therese Mourad
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário