14 de Agosto Dia do Cardiologista

Os Cardiologistas são um presente á 
nossa saúde, e por isso merecem 
essa singela homenagem no dia 14 
de agosto, onde todos os corações se unem para celebrar estes 
profissionais da medicina.  

O Dia do Cardiologista remete aos cuidados necessários e indispensáveis para a saúde do coração, e a 
prevenção de possíveis doenças 
cardiovasculares. A data é marcada desde 2007, e foi escolhida pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, para que a população lembre sempre da importância da atuação desses profissionais.

Cardiologista
É o profissional da especialidade médica, que cuida do diagnóstico e do 
tratamento de doenças e disfunções, relacionadas com o coração, e a 
circulação sanguínea, e até da cirurgia cardiovascular. Atua diagnosticando 
doenças, prescrevendo tratamentos, realizando exames clínicos e físicos, 
interpretando o resultado de exames laboratoriais cardíacos 
(eletrocardiogramas, eco cardiogramas, etc.), e também, entrevistando e 
aconselhando o paciente, para que ele possa mudar, e ter hábitos de vida mais saudáveis.Entre os principais atributos do profissional de cardiologia temos: responsabilidade, raciocínio rápido, agilidade, carisma, liderança e boa capacidade de comunicação.

A Formação 
Para ser um cardiologista, primeiro é necessário ter se graduado no Curso de Medicina.  Assim que o curso for concluído, o novo médico poderá então, iniciar sua especialização em cardiologia. A especialização pode ser feita em institutos e hospitais especializados, havendo a opção, inclusive, de o médico continuar estudando, e evoluindo, através do mestrado e doutorado nesta área. Cardiologia é uma área de evolução rápida, é recomendado que depois de o médico concluí-la, se mantenha sempre atualizado, participando de congressos, convenções, e cursos específicos. Quanto mais especializado for o cardiologista, mais valorizado ele será na profissão (e terá maiores salários, e melhores cargos).  

Aspectos Positivos e Negativos
Hoje em dia, juntamente com o câncer, as doenças cardíacas (principalmente o infarto) tem sido uma das causas mais comuns de mortes no mundo, o que tem aumentado cada vez mais, a importância do profissional de cardiologia. O cardiologista tem excelentes oportunidades, tanto em hospitais quanto em clínicas particulares. Ele pode atuar diagnosticando doenças, ou então realizando consultas, exames e entrevistando os pacientes, para poder indica-los hábitos de vida melhores. No Brasil, ainda há uma grande necessidade de profissionais qualificados em Cardiologia, o mercado é bastante promissor.
O principal aspecto negativo da carreira em cardiologia, com certeza é a dificuldade desta especialização, a exigência é rígida, pois é uma profissão que envolve grandes responsabilidades.     

A Cardiologia 
A palavra Cardiologia vem do grego  (Καρδιολογία), que significa  “Estudo do Coração“. A Cardiologia é a especialidade médica que estuda o funcionamento, a anatomia e as doenças do coração, das artérias, das veias, e em geral, de todos os componentes do sistema cardiovascular. Qualquer pessoa, em qualquer idade e lugar, necessita dos serviços oferecidos pelo médico cardiologista, independentemente do seu tipo de vida, seja ela atleta, ou sedentária, é sempre bom fazer exames cardiológicos regularmente, porque as doenças que acometam o coração são muitas.
                                   
Como funciona o coração e onde ele se localiza: 
O coração humano é um órgão muscular responsável por bombear oxigênio, e nutrientes pelo seu corpo, para manter a vida. Do tamanho de um punho, essa máquina pulsa 100.000 por dia, bombeando cerca de 5 litros de sangue por minuto, e 7.500 litros por dia. Conforme o coração bate, ele bombeia sangue por um conjunto de vasos sanguíneos, chamado sistema circulatório (tubos elásticos e musculares que levam o sangue a todas as partes do corpo). O sangue é essencial, além de carregar oxigênio novo dos pulmões, e nutrientes para os tecidos do corpo, ele também recolhe os refugos do corpo, como o dióxido de carbono. O coração fica debaixo das costelas, à esquerda do osso do peito (esterno), e entre os pulmões. O coração é um músculo, cujas fortes paredes musculares, se contraem, bombeando sangue por todo o corpo.
                                    
Cuidados básicos para evitar doenças do coração:
Fatores de risco como tabagismo, obesidade, diabetes, hipertensão, estresse, sedentarismo, níveis altos de colesterol, uso de drogas, e predisposição genética, estão fazendo com que as doenças do coração, afetem as pessoas, cada vez mais jovens. Atualmente, 300 mil brasileiros morrem a cada ano, por causa de doenças cardiovasculares. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), até 2040 o índice de doenças cardiovasculares no Brasil, deve aumentar em 250%. Segundo estimativas, cerca de 1/3 das pessoas que sofrem um infarto, não sobrevivem, e a maioria das mortes, ocorre dentro de 2hs. 

A dor no peito não significa sempre um sintoma de infarto, pode ser um sinal para diversas patologias, como tromboembolismo pulmonar, pneumotórax hipertensivo, dissecção da artéria aorta, e ruptura do esôfago (embora não sejam de origem coronariana). Somente 20% dos apertos no peito, são de fato, de origem coronariana, por isso, é importante e necessário, saber que tipo de incômodo no peito, a pessoa está sentindo. 

Sintomas:
Os sintomas do infarto são: Dor torácica em aperto, ou opressão do lado esquerdo do peito, que pode se irradiar para ambos os braços; suor frio; palidez cutânea e mal estar, tudo isso, normalmente, desencadeado por esforço físico, ou mental.  Também podem ocorrer náuseas, vômito, tontura e desfalecimento.

As doenças cardiovasculares incluem hipertensão, doença cardíaca coronariana (infarto e angina), Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC), Acidente Vascular Cerebral (AVC), cardiopatias congênitas, entre outros. Para evitar as doenças cardiovasculares, é recomendado  manter uma vida equilibrada e saudável, com atividades que proporcionem prazer e exercício físico. 

Trinta minutos diários de caminhada, três a quatro vezes por semana, reduzem efetivamente o risco de doenças do coração e AVCs, além de consumir cinco, ou mais, porções de frutas, legumes e verduras por dia, e aumentar o consumo de grãos integrais. 

Hábitos simples como o uso do azeite de oliva, castanha do Pará, vinho ou suco de uva, são importantes para a saúde do coração. Reduzir a quantidade de alimentos industrializados, sal em excesso (utilizar apenas 2g ao dia), gorduras saturadas, e evitar as gorduras trans, são medidas que demonstram melhorar a saúde do coração em jovens e adultos.

Exames simples, também podem ajudar a proteger, não só o coração, como os demais órgãos. Os cardiologistas aconselham as pessoas, sem sintomas e histórico de doença cardiovascular, a iniciar o check-up clínico cardiológico, a partir dos 35 anos. A avaliação inclui exame de sangue completo, teste de esforço e eletrocardiograma. Se a pessoa quer praticar atividade física mais intensa, o médico pode incluir o eco cardiograma.


     A Gazeta de Beirute congratula todos os cardiologistas pelo seu dia!



Carla Mussallam Al Masri  
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário