Bcharre terá tratamento de água e esgoto

 
Foto: Antonie Amrieh

Um projeto que visa promover e preservar o Vale do Qadisha, e a floresta dos Cedros, nas montanhas do norte do Líbano, inclui a construção de uma estação de saneamento básico em Bcharre, para acabar com a poluição das águas da região. A planta para o projeto da estação de saneamento de Bcharre usará uma nova tecnologia em tratamento de água, através de micro-organismos vegetais, cultivados naturalmente.

A inauguração, da primeira fase do projeto, ocorreu na tarde do último dia 28 de Julho em Al-Harim, em cooperação com a companhia de água do norte do Líbano, na presença de autoridades políticas e religiosas. Setrida Geagea afirmou que essa primeira fase do projeto, irá ajudar Bcharre e todas as aldeias e vilarejos do distrito, a acabar com o problema de poluição do meio ambiente, em virtude dos esgotos, que poluem as águas subterrâneas, o solo e os rios que atravessam os vales de Qadisha e Qannoubine, e que correm para o mar. A abrangência do projeto, também visa conter a urbanização crescente, que atrai moradores de regiões rurais para grandes cidades, disse Geagea.

 Nabil Al-Jisr, Chefe do Conselho de Desenvolvimento e Reconstrução, disse que este é o primeiro projeto não apenas na região, ou no norte, mas é o pioneiro no país. O projeto oferece uma tecnologia nova, que atenderá às pequenas comunidades residenciais da zona rural, e que se encaixa com o ambiente natural. Jisr disse também, que o sucesso dessa experiência, surtirá efeito nacional, e se espalhará em todas as aldeias de Bcharre, e regiões libanesas semelhantes, que possuem dificuldades para se interligarem aos principais sistemas de saneamento.

 Após os testes iniciais, Bcharre pretende difundir o projeto para que o projeto seja implantado em outros lugares do Líbano, através do plano mestre nacional de saneamento, onde 20% dos cidadãos libaneses se beneficiarão com esta tecnologia de tratamento de água em suas aldeias. Setrida afirmou também, que a inauguração da fase inicial do projeto só foi possível, graças à generosidade de Shafi Tabet, em comprar o terreno que abrigará a estação de tratamento de água, e graças também ao investimento de 664 mil dólares da AFD, que financiará a construção da estação de tratamento

A tecnologia do projeto foi desenvolvida pela Agência Francesa de Desenvolvimento, e de acordo com Patrice Paoli, Embaixador da França no Líbano, as canas de água (um tipo de grama alta, que cresce a beira de lagoas, lagos e riachos), possuem capacidade de transferir oxigênio de suas folhas, por meio de suas hastes, e de seu sistema radicular, em um leito de cascalho (por onde corre o esgoto). Este cascalho, rico em oxigênio, cria um habitat perfeito para o combate de bactérias poluentes.

Nabil Jisr relembrou ainda, que Bcharre, abriga sítios arqueológicos de suma importância histórica, que devem ser preservados pelo governo, e que a região está inscrita na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO; e complementou dizendo que, o Vale de Qannoubine é um dos valiosos recursos do Líbano, e a preservação da região, bem como seu desenvolvimento econômico e social, requer esforços coletivos, e deve estar no topo da lista de prioridades de todos.

Claudinha Rahme
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

1 comments: