Beleza em Cápsulas

Eles turbinam a hidratação, 
combatem as rugas e melhoram a 
flacidez. 

O mercado vem oferecendo cada vez 
mais alternativas para cuidar da 
beleza e saúde, dentre as quais, 
várias novidades que prometem 
potencializar os tratamentos 
estéticos de aplicação tópica. 

Origem: O conceito de beleza, com o 
uso de cápsulas, começou há 
bastante tempo na Europa, mais precisamente, em 1985. 

E o Brasil, em 1994, resolveu aderir à moda, e lançou uma cápsula para tratar a pele como um todo. Esse foi o início de muitos outros produtos lançados, para os mais diversos benefícios para o corpo.

Beleza de dentro para fora: Esse é, basicamente, o conceito dos nutracêuticos, aliméticos e nutricosméticos. Hoje, na dermatologia, a tendência é o conceito "in & out", ou seja, não se usa mais apenas tratamentos tópicos, mas também, uma combinação que inclui, cremes e compostos de vitaminas, minerais e outras substâncias, visando chegar ao melhor resultado possível. Embora pareçam, à primeira vista, ser a mesma coisa, cada um tem sua especificidade:

Nutricosméticos: São cápsulas de nutrientes (vitaminas, minerais, aminoácidos, fitoterápicos ou compostos bioativos de origem vegetal), que trazem doses acima da IDR (ingestão diária recomendada) e possuem função estética.

Nutracêuticos: Também são compostos com doses acima da IDR. Mas, diferentemente dos nutricosméticos, priorizam a prevenção e a manutenção da saúde, e não a beleza.

Aliméticos: Possuem componentes em quantidades compatíveis com a IDR. Além disso, se apresentam somente na forma de bebidas ou alimentos. Geralmente, não possuem açúcar, conservantes, ou corantes, em sua composição.

Por que tomar: Á grosso modo, as cápsulas repõem nutrientes que estão em falta no organismo. Nada que uma boa alimentação não resolva, no entanto, com o dia a dia corrido, quem consegue se alimentar de forma exemplar, 100% balanceada?

É aí que entra a força desse tipo de cosmético. Eles têm o poder de fortalecer unhas e cabelos quebradiços, melhorar a hidratação cutânea, firmar a pele, e até melhorar o aspecto casca de laranja dado pela celulite. Funcionam bem em casos brandos (cabelos enfraquecidos, celulite em estágio inicial, e etc.). 
Para uma patologia mais séria, como queda severa de fios, é preciso buscar a orientação de um especialista. Acredita-se que eles desempenhem função mais preventiva, do que regeneradora.

Nutricosméticos não substituem cremes, tratamentos estéticos, dieta...
As cápsulas são um complemento da rotina de beleza. A pílula antigordura, por exemplo, ajuda a acelerar o metabolismo e, assim, diminui medidas. Mas, para reduzir pra valer o peso na balança, é necessário associá-la a dieta e ginástica.

Indicação médica é fundamental: Consideradas suplementos nutricionais pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, as pílulas podem beneficiar mulheres a partir dos 18 anos, e as farmácias não exigem receita para a compra. Apesar disso, você deve procurar um dermatologista, ou um nutricionista, para ser corretamente orientada. Por exemplo: Quando a queda de cabelo está relacionada a outros fatores, que não a deficiência nutricional, as cápsulas não têm nenhum efeito. 

Pior ainda: As fórmulas levam ao efeito contrário, se usadas em excesso. Em vez de ficar mais bonita, a pessoa pode ter erupções cutâneas ou engordar.

Benefícios:

Benefícios para a forma física: O tratamento com os nutricosméticos ajudam a melhorar o estado, e a condição a pele, cabelos, pelos e unhas. Além de preparar a pele, proteger dos raios solares, e ajudar no emagrecimento.

Benefícios para atletas: Sabendo sobre a função e classificação dos produtos, os atletas podem aproveitar, com segurança, o que os nutricosméticos podem proporcionar. Existem diversos deles, e o atleta tem que verificar qual é o melhor, para atingir o seu objetivo.

As contraindicações são poucas, mas existem: Gestantes e lactantes não devem consumir nada sem antes ouvir o médico. Se você for alérgica a algum dos componentes da fórmula, fuja da pílula. É importante também, consultar um especialista, em caso de doenças renais crônicas, hipertensão, ou diabetes. Faça ainda os exames necessários, para saber quais são as deficiências nutricionais que estão comprometendo a sua beleza, essa análise afasta o risco de sobrecarregar o organismo, com o uso inadequado de alguma substância, que pode acabar piorando, o que era para melhorar.

Posologia: A recomendação diária de consumo varia de produto para produto. Por isso, antes de qualquer coisa, é importante ler as instruções da embalagem e segui-las à risca.

Tratamento ideal: Devem-se ingerir as cápsulas por três meses, período que o corpo precisa para assimilar os nutrientes. A exceção fica para as pílulas que protegem contra os raios solares, e prolonga a cor, que devem ser consumidas um mês antes, e um mês após, a exposição ao sol. Ao final do tratamento, interrompa o uso do produto, e retome-o a cada três meses, para manutenção.

Resultados surgem a partir de dois meses: Assim como os cremes, as pílulas mostram seus efeitos depois de 60 dias de uso. Mas bem antes disso, na terceira semana, há quem sinta melhora.

Lembre-se: Os nutricosméticos não fazem milagre, eles são uma ajuda extra. Portanto, não dispense uma alimentação correta, a prática de exercícios, e o uso regular de cremes.

Tomar pílulas diferentes, ao mesmo tempo... Pode! Utilizar um nutricosmético para cuidar da pele e outro para o cabelo, por exemplo, não é proibido. Mas sempre tenha a indicação do médico.

Conheça os tipos mais comuns de nutricosméticos:

• Proteção extra contra o sol: Úteis para quem tem tendência a desenvolver manchas. Muitos contêm carotenoides, que não apenas auxiliam no bronzeado, como também aumentam a proteção da pele. Deve-se começar a tomar um mês antes da exposição solar, e continuar tomando por alguns dias depois. Importante: Este produto não substitui o uso do protetor solar.

• Queima de gordura e melhora da celulite: Possuem ativos de efeito drenante, e que melhoram a tonicidade dos vasos sanguíneos, favorecendo a circulação. O ativo mais usado para esse fim é a cafeína. O óleo de cártamo também aparece com frequência, neste tipo de composição. Quem tem celulite associada à flacidez, no entanto, pode precisar de outros ativos. Por isso, é importante a avaliação de um especialista, antes de escolher o seu produto.

• Fortalecimento de unhas e cabelo: A vitamina biotina é um dos ativos mais usados nesse tipo de cosmético. Zinco e ferro também são componentes comuns. Lembre-se que este produto serve para fortalecer os fios, e não acabar com a queda.

• Combate aos sinais do envelhecimento: Geralmente, é feito um coquetel 
de ativos antioxidantes (que combatem os radicais livres, células 
responsáveis pelo envelhecimento), como as vitaminas C e E, e o silício 
orgânico, que também ajuda na formação de colágeno.

É só você escolher, e bom tratamento!


Dra. Léa Mansur
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário