Nasrallah reafirma seu apoio a causa palestina


O líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, fez uma aparição pública, (a primeira aparição em público desde setembro do ano passado) e discursou, nesta última sexta-feira (2) do mês do Ramadan, em homenagem ao dia de Quds (Jerusalém), relembrando a luta pela causa palestina.

Em seu discurso inflamado, ele disse que “o Hezbollah vai continuar a proteger o Líbano ao lado do exército libanês" e que não vai "abandonar a Palestina".

"Este dia tem como objetivo lembrar os muçulmanos e o mundo, da causa palestina e para resgatarmos Jerusalém das mãos dos ocupantes sionistas, e é uma ocasião importante para nos concentrarmos no que o povo palestino tem passado todos esses anos, vendo seus familiares sendo assassinados, seus locais sagrados e suas casas demolidas, passando fome, e sendo cercados, como prisioneiros”, disse Nasrallah.

Ele tambem disse que "Israel representa uma grave e permanente ameaça para todos os estados e povos desta região em relação a segurança, dignidade, e soberania. Não é apenas uma ameça existencial para os palestinos".

 "A remoção da entidade usurpadora(Israel) é do interesse do mundo islâmico e de todo o mundo árabe, e qualquer um que seja contra o domínio sionista, deve buscar lutar pelo meio que puder, defendendo o futuro de nossos filhos e netos, e a Palestina", acrescentou.

"Todos os massacres e  problemas que sofremos, no Líbano e em toda região, devem ser abandonados por nossas prioridades ( a luta com Israel), mas infelizmente alguns países árabes, que são apoiados por países do Ocidente, estão impedindo, essa prioridade, e estão empurrando os povos para novas guerras", Nasrallah observou.

O Líder do Hezbollah, explicou que alguns países árabes inventaram outras guerras, e se eles pensassem apenas um pouco na causa palestina, tudo já estaria resolvido há muito tempo.

"Agora há também uma nova tentativa de guerra: inventaram que a prioridade é enfrentar os xiitas e sua expansão, porque isso representa uma ameaça maior para a nação do que o esquema sionista. Eles não só querem fragmentar as nações, mas também fragmentar os povos em seitas”, criticou Nasrallah.


“Não chegou a hora dos povos da região apontarem o dedo para os países que estão patrocinando este esquema destrutivo, que é o esquema mais perigoso que nossa região já presenciou? ", questionou.

Nasrallah destacou que “quem apoiar os grupos extremistas ideologicamente, financeiramente ou através dos meios de comunicação, terá também responsabilidade nessa destruicão e divisão da nacão árabe".

O líder do Hezbollah chamou a todos para juntos"exercer esforços em todos os países para resolver o problema através do diálogo e deter o derramamento de sangue na Síria, Tunísia, Egito, Bahrein, Paquistão e Somália", mas disse tambem que "infelizmente, onde quer que estes grupos estejam, haverá desastres".

"Para onde estão indo com todas essas loucuras? A grande responsabilidade é de todos os estudiosos, e lideres religiosos que devem se unir, para derrotar esse esquema destrutivo", acrescentou Nasrallah.

Mas ele assegurou que "nosso povo ( o Hezbollah) é capaz de derrotar esse esquema e se Deus quiser ele vai ser derrotado."

Dirigindo-se à disputa com o movimento islâmico palestino Hamas, Nasrallah disse: "Nós (Hezbollah) vamos continuar a apoiar a Palestina e nós estamos interessados em boas relações com todas as forças palestinas, embora possamos ter nossas diferenças, em alguns assuntos".

"Independente de  qualquer disputa religiosa ou política, a Palestina deve permanecer a causa principal", frisou.

"Podem nos taxar como quiserem: terroristas, criminosos... e mesmo que continuarem com seus atentados contra nossa comunidade... os xiitas (seguidores) de Ali bin Abi Taleb não vao abandonar a Palestina ", Nasrallah prometeu.

Todo ano, o Dia de Quds é relembrado  em todas os países árabes e muçulmanos, uma data criada pelo responsável da Revolução Islâmica, Mostafavi Musavi Khomeini.

Chadia Kobeissi
Gazetab de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário